Crédito: Divulgação

Os colaboradores que trabalham remotamente são mais engajados do que os que ficam em escritórios. Essa é a conclusão da Pesquisa Global de Engajamento, feita pela ADP. O estudo mostrou que 29% dos trabalhadores virtuais que fazem parte de um time são totalmente engajados, contra 18% dos que não trabalham em home office.

“Engajar os colaboradores é um grande desafio para as organizações. Sabendo que eles anseiam por mais flexibilidade, cada vez mais empresas tem oferecido a alternativa do home office e garantindo mais conforto e bem-estar para as equipes”, indica a vice-presidente de Recursos Humanos da ADP na América Latina, Mariane Guerra.

“Os grandes deslocamentos que as pessoas têm de fazer para os escritórios aumentam o stress e acabam restringindo o tempo que poderia ser usado com lazer, esporte, etc. Como resultado, o modelo de trabalho remoto tem se tornado cada vez mais desejado pelos colaboradores. O resultado da pesquisa também comprova que a proximidade física não é requisito para criar uma sensação de trabalho em conjunto. Além disso, ambientes mais flexíveis tendem a atrair mais e reter os melhores talentos”, finaliza Mariane Guerra.

A pesquisa, realizada em julho de 2018, ouviu 19.346 funcionários de 19 países, que trabalham em tempo integral ou meio período. (Da Redação)