Por Mara Bianchetti

Crédito: Ferrovias/Divulgação

O desaquecimento do mercado interno provocado pelas medidas de distanciamento social em combate ao novo coronavírus deu lugar às vendas internacionais para países como China, Estados Unidos, Espanha, Itália e Japão. Com isso, os embarques que, historicamente, representavam 50% das vendas do setor, passaram de 70% no ano passado.

Crédito: Ronaldo Guimarães

Por falar em resultados, o dirigente disse que, em termos de produção, o setor cresceu cerca de 12% em relação a 2019, com uma produção de 3,6 milhões de toneladas de ferro-gusa – número este, puxado pelas exportações.

Crédito: Arquivo DC

Já em termos de faturamento, o impacto foi grande, devido à elevação de mais de 80% nos custos - considerando a variação dos preços dos insumos e a depreciação cambial.

Crédito: Arquivo DC