Crédito: Divulgação

O Instituto Mário Penna vai abrir novos 60 leitos para atendimento exclusivo de pacientes da COVID-19 e a Federação das Indústrias de Minas Gerais (Fiemg) é parceira nessa iniciativa.

Por meio de mobilização empresarial promovida pela Federação, indústrias mineiras contribuirão com 50% dos custos, em um montante de aproximadamente R$ 4 milhões.

Para a implantação total dos 60 leitos, serão necessários R$ 7.971.603,34 milhões. O valor arrecadado irá possibilitar que o hospital realize a contratação de profissionais de saúde, a compra de equipamentos, itens e materiais de hotelaria como camas, colchões e travesseiros, materiais como luvas, máscaras, insumos de higienização e ainda realize obras de manutenção.

Outras ações – A Fiemg também uniu forças com empresas de todo o estado e com o Hospital Mater Dei Betim-Contagem para disponibilizar 242 leitos para assistência aos pacientes diagnosticados com o vírus. Por meio da parceria, será montada uma estrutura com quatro andares equipados com 180 leitos para Centro de Tratamento e Terapia Intensiva (CTI) e 62 para internações.

E para transformar o Expominas em um hospital de campanha, serão instalados 900 leitos com respiradores. A FIEMG está atuando em duas frentes neste projeto: disponibilizando pessoas na área de inteligência e planejamento para a construção da estrutura básica no Expominas e também com recursos financeiros na ordem de R$ 500 mil.

Você também pode contribuir

Banco: Sicoob (756)
Agência: 3330
Conta corrente: 10.841-3
Titularidade: Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais
CNPJ: 17.212.069/0001-81
Saiba mais em fiemg.com.br/coronavirus