COTAÇÃO DE 23/05/2022

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$4,8040

VENDA: R$4,8050

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$4,8800

VENDA: R$4,9820

EURO

COMPRA: R$5,1166

VENDA: R$5,1182

OURO NY

U$1.853,34`��

OURO BM&F (g)

R$285,51 (g)

BOVESPA

+1,71

POUPANÇA

0,6084%

OFERECIMENTO

Especial CoronaVírus

Sete passos para o seu negócio sobreviver à crise causada pelo coronavírus

COMPARTILHE

Crédito: Divulgação
Em meio a emergência global causada pela pandemia do coronavírus, os empresários do mundo inteiro estão lidando com um inimigo a mais além do vírus.
A diminuição drástica das receitas e do faturamento devido a necessidade de fechar as portas ou diminuir as atividades como medida de contenção do avanço do Covid-19, preocupa os empreendedores.

O empresário Richard Harary, CEO da Macrobaby, maior loja de enxovais de bebê dos Estados Unidos, aponta que para as empresas sobreviverem em tempos como esse e evitarem o pior terão de tomar medidas drásticas.

“Temos que lembrar que não é um problema isolado, e sim uma catástrofe mundial que afeta muito mais do que a economia, mas principalmente a saúde das pessoas. Mas em tempos de dificuldade que surge a necessidade de calma e pensar fora da caixa, para viabilizar algumas medidas que farão a diferença nos seus negócios”, afirma.
Crédito: Divulgação

Richard Harary enumera sete passos para atravessar a recessão causada pela emergência global do coronavírus e manter o seu negócio de pé.

1- Renegocie aluguéis e prazos

Se o Imóvel da empresa for alugado, entre em contato com proprietário explicando a situação e peça uma carência de 1 a 2 meses de aluguel, ou algum desconto devido à situação de emergência. Se o Imóvel for financiado, faça a mesma coisa com a financeira.

2- Use o seguro

Veja se o seu seguro cobre a eventualidade de prejuízos gerados pelo fechamento devido a uma catástrofe nacional, que é o caso do que estamos passando hoje em dia.

3- Reduza carga horária e custos fixos

Corte os custos fixos em tudo que for possível. Reduza a carga horária dos funcionários ao máximo. Se preciso, dispense alguns funcionários e mantenha na empresa somente os melhores.

4- Motive a sua equipe a vestir a camisa

Motive os funcionários que não foram dispensados a vestir a camisa da empresa, mais que nunca. Conscientize-os para que juntos, funcionários e empregador, possam superar esta crise.
Importante também manter a comunicação e acompanhar de perto aqueles que precisarão trabalhar remotamente em home office.

5- Ganhe tempo

Veja todos custos que podem ser cortados. Faça uma lista e enumere tudo que possa ser temporariamente pausado. Corte ao máximo os gastos e avise aos fornecedores que só vai poder pagar após as coisas se regularizarem. Converse, seja sincero e peça algum tempo a todos.

6- Invista na criatividade e na internet

Seja criativo e encontre novas maneiras de vender nesta época de dificuldade. Listar sua empresa e seus produtos no eBay, MercadoLivre e similares pode ser uma boa alternativa para seguir com as vendas.
Procure os melhores market places da internet e posicione sua empresa digitalmente nas redes sociais.

PUBLICIDADE




Investir na divulgação online e criar promoções fortes para manter algum fluxo de caixa é muito importante nessa hora. Lembre-se que as vendas online estão mais em alta nesta época de isolamento e quarentena.

7- Mantenha a calma

Este é o passo mais importante: manter a calma. Tudo vai voltar ao normal e quando voltar, as pessoas vão querer viajar, passear e gastar.
Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

OUTROS CONTEÚDOS

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!