Governo federal anuncia obras em rodovias e ferrovias de MG e mais 11 Estados

Investimentos de R$ 4,7 bilhões têm o objetivo de agilizar o escoamento da safra de grãos, reduzir custos de transporte e aumentar a competitividade do País

6 de fevereiro de 2024 às 13h47

img
Dentre as obras anunciadas pelo governo federal para escoamento da safra de grãos está a da BR-158, no Pará | Crédito: Reprodução

O governo federal anunciou, nesta terça-feira (6), um aumento de 30% no total de recursos públicos investidos na infraestrutura dos corredores do agro brasileiros.

Com a ampliação, serão investidos R$ 4,7 bilhões em obras em rodovias e ferrovias, dentre os principais corredores logísticos de Minas Gerais e outros 11 Estados, para agilizar o escoamento da safra de grãos, reduzir custos de transporte e aumentar a competitividade do País.

Os detalhes do anúncio foram apresentados pelo ministro dos Transportes, Renan Filho, ao lado dos ministros de Portos e Aeroportos, Silvio Costa Filho, e da Agricultura e Pecuária, Carlos Fávaro, no chamado “Plano nacional para o escoamento da safra de grãos 2023/2024“.

Os ministros de Portos e Aeroportos, Silvio Costa Filho, dos Transportes, Renan Filho e da Agricultura e Pecuária, Carlos Fávaro, durante coletiva sobre ações do governo federal para facilitar o escoamento da safra de grãos 2023/2024 | Crédito: Fabio Rodrigues-Pozzebom/ Agência Brasil
Os ministros de Portos e Aeroportos, Silvio Costa Filho, dos Transportes, Renan Filho e da Agricultura e Pecuária, Carlos Fávaro, durante coletiva sobre ações do governo federal para facilitar o escoamento da safra de grãos 2023/2024 | Crédito: Fabio Rodrigues-Pozzebom/ Agência Brasil

As obras serão divididas em duas frentes:

Obras em rodovias e ferrovias no Arco Sul/Sudeste

Principais obras previstas:

  • MG: Trevão de Monte Alegre, BR-153/365
  • GO: Ponte de Luiz Alves na BR-080
  • PR: Duplicação da BR-163
  • SC: Duplicação da BR-470 e 280
  • RS: Duplicação da BR-116
  • RS: Duplicação da BR-386

Para este ano, estão previstos R$ 2,05 bilhões em investimentos (aumento em relação ao R$ 1,5 bi previsto inicialmente).

Nas rodovias, será feita a melhoria da Malha Rodoviária, a concessão de 2 Lotes no Paraná e a intensificação e conclusão de obras estruturantes.

Nas ferrovias, a conclusão da Ferrovia Norte Sul e intensificação das obras na FICO.

Obras em rodovias e ferrovias no Arco Norte

Principais obras previstas:

  • RO: Travessias de Itapoã do Oeste, Jaru e Ji-Paraná
  • PA: Restauração da BR-158
  • MA: Duplicação da BR-135
  • PI: BR-330 Ponte sobre o Rio Parnaíba
  • BA: Recuperação da BR-242
  • TO: Ponte de Xambioá

Previsão de investimento para o escoamento da safra deste ano é de R$ 2,6 bilhões (ampliação em relação aos R$ 2 bi iniciais).

Nas rodovias, será feita melhoria da Malha Rodoviária e intensificação e conclusão de obras estruturantes.

Nas ferrovias, ampliação da Frota (VLI 168 vagões), retomada da FIOL I e intensificação das obras na FIOL II.

Governo federal apresenta mapa de obras no Arco Norte e no Arco Sul Sudeste, para melhorar malha rodoviária e ferroviária para escoamento de grãos do País | Crédito: reprodução
Governo federal apresenta mapa de obras no Arco Norte e no Arco Sul Sudeste, para melhorar malha rodoviária e ferroviária para escoamento de grãos do País | Crédito: reprodução

Concessões: três leilões previstos em Minas

O governo prevê a ampliação do investimento privado na malha rodoviária, por meio de 13 leilões, com investimentos de R$ 122 bilhões.

Apenas em 2024, estão previstas dez concessões em corredores do agro que, somadas, devem injetar R$ 95 bilhões em melhorias nas estradas.

São três lotes em Minas Gerais:

  • BR-262/MG
  • BR-040/GO/MG
  • BR-153/262/GO/MG

Além disso, o Ministério dos Transportes prevê otimizações em seis contratos.

Apresentação feita pelo governo federal mostra leilões previstos para 2024 | Crédito: reprodução

Continuidade de obras feitas em 2023

Os ministros destacaram que os investimentos dão continuidade a medidas já implementadas ao longo de 2023, que contribuíram para a ampliação das exportações de soja e milho em relação ao ano anterior.

“Esses investimentos representam a melhoria da malha de forma geral e a conclusão e intensificação de obras estruturantes nos corredores do agro. De 2023 para cá, já tivemos como resultado crescentes exportação e importação, que significa muito mais atividade econômica, com obras que dão acesso aos portos, que fortalecem a chegada dos grãos”, disse o ministro Renan Filho.

Estas foram as principais obras realizadas no ano passado, e apresentadas no balanço desta terça-feira:

  • Arco Norte: foram executadas em 2023 obras de duplicação, implantação e adequação em rodovias estratégicas – BR-163/PA, BR-155/158/PA, BR-316/PA, BR-364/RO e BR-153/TO. Entre as principais rotas que formam esses corredores estão as BRs-163, 365, 135 e 155/158, além da Ferrovia Norte-Sul, concluída ano passado e que, em 2024, deve movimentar 6,5 milhões de toneladas de grãos. A frota da VLI foi ampliada em 168 vagões, e foram retomadas as obras da Ferrovia de Integração Oeste-Leste (Fiol).
  • Arco Sul/Sudeste: em 2023, houve obras de duplicação nas BR-470/SC, BR-280/SC, BR-116/RS e BR-386/RS, além da manutenção em corredores como BR-163/MT/MS/PR/SC, BR-262/MG/ES e BR-376/MS/PR. A Ferrovia de Integração do Centro-Oeste (Fico) teve 300 quilômetros de frente de obra liberados por meio de processos de desapropriação. Já estão garantidas 8 mil toneladas de trilho, o que possibilitará a montagem de 66,6 quilômetros de via permanente.

Veja a apresentação na íntegra:

Tags:
Facebook LinkedIn Twitter YouTube Instagram Telegram

Siga-nos nas redes sociais

Comentários

    Receba novidades no seu e-mail

    Ao preencher e enviar o formulário, você concorda com a nossa Política de Privacidade e Termos de Uso.

    Facebook LinkedIn Twitter YouTube Instagram Telegram

    Siga-nos nas redes sociais

    Fique por dentro!
    Cadastre-se e receba os nossos principais conteúdos por e-mail