Importação de soja do Brasil pela China cresce 29% em 2023, reduzindo participação dos EUA

O total de embarques oi de 69,95 milhões de toneladas no ano passado

21 de janeiro de 2024 às 12h28

img
Crédito: REUTERS/Jorge Adorno

Pequim – As importações de soja do Brasil pela China em 2023 aumentaram 29% em relação ao ano anterior, segundo dados da alfândega chinesa divulgados no sábado, ampliando o domínio do produtor sul-americano no maior mercado de soja do mundo e reduzindo a participação de mercado dos EUA.

O total de embarques do Brasil para a China foi de 69,95 milhões de toneladas no ano passado, segundo dados da Administração Geral de Alfândega da China.

A participação de mercado do Brasil cresceu para 70%, enquanto a participação dos EUA diminuiu para 24%, de acordo com cálculos da Reuters com base nos dados.

Em dezembro, as chegadas de soja do Brasil foram 94% maiores do que no ano anterior, com 4,98 milhões de toneladas, enquanto as chegadas dos Estados Unidos foram 31% menores, com 3,85 milhões de toneladas.

Espera-se que as exportações da Argentina, o terceiro maior produtor, aumentem em 2024, em meio às previsões de recuperação de sua safra de soja após a seca, o que poderia trazer mais concorrência para a soja dos EUA.

Tags:
Facebook LinkedIn Twitter YouTube Instagram Telegram

Siga-nos nas redes sociais

Comentários

    Receba novidades no seu e-mail

    Ao preencher e enviar o formulário, você concorda com a nossa Política de Privacidade e Termos de Uso.

    Facebook LinkedIn Twitter YouTube Instagram Telegram

    Siga-nos nas redes sociais

    Fique por dentro!
    Cadastre-se e receba os nossos principais conteúdos por e-mail