11º Prêmio reconhece excelência do café

Premiação realizada pela Federação dos Cafeicultores será realizada amanhã (30) em Uberlândia, no Triângulo Mineiro

29 de novembro de 2023 às 0h17

img
Prêmio da Região do Cerrado Mineiro é sempre um dos mais aguardados da cafeicultura | Crédito: Divulgação/Federação Cafeicultores Cerrado Mineiro

Amanhã, 30 de novembro, é a grande festa da cafeicultura do Cerrado Mineiro em Uberlândia. A Federação dos Cafeicultores do Cerrado realiza a cerimônia para apresentar os campeões do 11º Prêmio Região do Cerrado Mineiro. O evento vai reconhecer e premiar os melhores cafés dos 55 municípios que compõem a região, valorizando o esforço dos cafeicultores na produção de cafés de alta qualidade, além de destacar a responsabilidade e a rastreabilidade na produção e celebrar a safra anual.

Para o diretor-executivo da Federação dos Cafeicultores do Cerrado, Juliano Tarabal, a 11ª edição do prêmio reforça a evolução da qualidade e sustentabilidade da região produtora e o compromisso com as pessoas, já que vai ser lançado o leilão Café Solidário, que beneficiará o Hospital do Câncer em Patrocínio e as escolas que participam do Troféu Escola de Atitude.

De acordo com o gerente do Sebrae Minas na Regional Noroeste e Alto Paranaíba, Marcos Alves, a Região do Cerrado Mineiro construiu uma reputação de produção de cafés de alta qualidade e a premiação se transformou no principal palco para a apresentação desses cafés. “Ano a ano, podemos observar os esforços dos produtores na manutenção e aumento da qualidade dos grãos, com recordes seguidos relacionados à pontuação dos cafés. O Sebrae Minas é um apoiador da iniciativa desde a primeira edição e percebemos a evolução no número de amostras e o aumento de produtores participantes, fato que valida a chancela de qualidade que se construiu em torno do Cerrado Mineiro”, enfatiza.

Recorde e Troféu Mulher

O 11º Prêmio Região do Cerrado Mineiro teve um recorde histórico de amostras de café inscritas, totalizando 500 inscrições, superando os 370 cadastros do ano passado. Dividido em três categorias, recebeu 242 inscrições na categoria Café Natural, 64 na Cereja Descascado e 194 na Fermentação Induzida.

Desde o ano passado, o Troféu Mulher de Atitude homenageia as três melhores cafeicultoras da região, ressaltando o papel fundamental das mulheres na produção cafeeira. A sustentabilidade também é reconhecida com o Troféu Atitude Sustentável, que destaca as boas práticas agrícolas implementadas pelos cafeicultores. A competição reúne 60 finalistas que apresentam projetos de práticas sustentáveis aplicadas em suas propriedades.

Leilão Café Solidário

Uma das suas principais atrações do evento é o Leilão Café Solidário, que permite a aquisição presencial dos melhores cafés nas categorias Natural, Cereja Descascado e Fermentação Induzida, com 11 lotes disponíveis dos 60 ranqueados. Conduzido por Mauro Lúcio dos Santos, da Investbras Agente Autônomo de Investimentos, o evento é voltado para exportadores e empresas interessadas em apoiar a causa solidária, já que 70% do valor arrecadado no leilão será integralmente doado ao Hospital do Amor de Patrocínio, que atende pacientes com câncer na região, e aos projetos vencedores do Troféu Escola de Atitude. Uma parte do percentual restante será destinada aos produtores de café responsáveis pelos lotes leiloados.

O 11º Prêmio Região do Cerrado Mineiro será transmitido, ao vivo, pelo canal do YouTube da Federação dos Cafeicultores.

Crédito: Divulgação/Federação Cafeicultores do Cerrado Mineiro

A premiação é promovida pela Federação dos Cafeicultores do Cerrado, com apoio do Sebrae Minas. O evento tem a realização das cooperativas Carmocer, Carpec, Coocacer Araguari, Coopadap, Expocacer e MonteCCer, integrando ainda as sete associações: ACA, Acarpa, Amoca, Appcer, Assocafé, Assogotardo e GRE Café – Região de Araxá como apoiadoras.

A região

A área de produção do Cerrado Mineiro abrange 234 mil hectares e tem cerca de 4.500 cafeicultores em 55 cidades. A produção média alcança 6 milhões de sacas. A região é responsável por 12,7% da produção nacional de café, e 25,4% da produção em Minas Gerais. Os dados são da Federação dos Cafeicultores.

Facebook LinkedIn Twitter YouTube Instagram Telegram

Siga-nos nas redes sociais

Comentários

    Receba novidades no seu e-mail

    Ao preencher e enviar o formulário, você concorda com a nossa Política de Privacidade e Termos de Uso.

    Facebook LinkedIn Twitter YouTube Instagram Telegram

    Siga-nos nas redes sociais

    Fique por dentro!
    Cadastre-se e receba os nossos principais conteúdos por e-mail