Safra de cana-de-açúcar terá volume recorde em Minas Gerais

Clima favorável e investimentos do setor permitiram avanço de 13,6% na safra 2023/2024

30 de novembro de 2023 às 0h21

img
Segundo Conab, estimativa é que Estado irá colher 80,1 milhões de toneladas de cana | Crédito: REUTERS/Paulo Whitaker

Minas Gerais vai colher, na safra 2023/24, um volume recorde de cana-de-açúcar. As condições climáticas e os investimentos do setor sucroalcooleiro permitiram o avanço de 13,6% na produção, que está estimada em 80,1 milhões de toneladas de cana-de-açúcar. Conforme os dados do 3º Levantamento da Safra 2023/24, divulgado pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), o aumento da moagem do produto vai permitir também que o Estado produza mais açúcar e etanol. 

A alta também é esperada no Brasil. A produção de cana-de-açúcar deve crescer 10,9% em comparação ao ciclo anterior e chegar a 677,6 milhões de toneladas, estabelecendo, assim, um novo recorde.

O gerente de acompanhamento de Safras da Conab, Fabiano Vasconcellos, explica que na safra atual, o clima foi bastante favorável para a cana-de-açúcar, permitindo, assim, uma maior produtividade e recordes de produção no Estado e em outras regiões do País

“O levantamento da Conab aponta para um novo recorde de produção de cana-de-açúcar. A safra vem se recuperando devido às condições climáticas melhores que em 2022/23. As chuvas ideais registradas durante o período de desenvolvimento das lavouras, desde o corte em 2022, favoreceram  o crescimento e a produtividade da cana. Agora, nos últimos meses, a falta de chuvas possibilitou o avanço da colheita”, disse.

Produtividade

Em Minas Gerais, conforme a Conab, a produtividade da cana-de-açúcar está estimada em 84,8 toneladas por hectare, aumentando, assim, 7,8% frente à safra anterior. 

“Os maiores investimentos do setor acabam recuperando a produtividade, por conta, principalmente, da renovação das lavouras. O clima também ajuda a recuperar a produtividade. O clima melhor na última safra e no último ano beneficiaram as lavouras e as expectativas são de ótimos rendimentos na safra”, explicou Vasconcellos.

Nessa safra, a área também cresceu, 5,4%, somando, então, 944,9 mil hectares. Conforme a Conab, o aumento da área cultivada em relação à safra passada teve como maior destaque as áreas de fornecedores, uma vez que a área própria apresentou um pequeno acréscimo nesta safra.

Com aumento da safra de cana, Minas Gerais produzirá mais açúcar e etanol

Apesar de haver um crescimento da produção de etanol nessa safra, o produto principal continua sendo o açúcar. Em Minas Gerais, a previsão é fabricar 5,28 milhões de toneladas do adoçante, superando em 17,5% o volume registrado na safra passada. Ao todo, serão 787,7 mil toneladas a mais.

De acordo com a Conab, no Estado, o preço do açúcar foi o principal fator que motivou a manutenção do mix de produção, voltado mais para o adoçante. Ao longo dos últimos 12 meses percebeu-se que houve elevação a partir de janeiro de 2023. Sendo o início de maio o primeiro pico de preços no mercado externo e o segundo, já no início de novembro de 2023. Com preços mais atrativos, as unidades de produção intensificaram a fabricação de açúcar para atender tanto os contratos já firmados quanto o potencial de excedente para exportação.

“As condições de mercado favoreceram a produção do adoçante. O clima prejudicou a produção de cana-a-açúcar no Paquistão e na Tailândia, que são importantes exportadores mundiais de açúcar, assim, o setor direcionou mais cana para fabricação do adoçante”, disse o gerente de acompanhamento de Safras da Conab, Fabiano Vasconcellos. 

Etanol

Para o etanol, o crescimento esperado quando comparado com a safra anterior é de 15,6%, chegando a um volume total de 3,05 bilhões de litros. Ao todo, são 410,7 mil litros a mais do que na safra passada. 

Do total, 1,35 bilhão de litros serão de etanol anidro, resultando, assim, em um aumento de 12,6% ou de 151,2 mil litros a mais. A produção do etanol hidratado está estimada em 1,69 bilhão de litros. O resultado está 18% superior, com a produção maior em 259,4 mil litros frente à safra anterior. 

Facebook LinkedIn Twitter YouTube Instagram Telegram

Siga-nos nas redes sociais

Comentários

    Receba novidades no seu e-mail

    Ao preencher e enviar o formulário, você concorda com a nossa Política de Privacidade e Termos de Uso.

    Facebook LinkedIn Twitter YouTube Instagram Telegram

    Siga-nos nas redes sociais

    Fique por dentro!
    Cadastre-se e receba os nossos principais conteúdos por e-mail