AngloGold reduz emissões de CO2 ao investir em energia limpa

Além de comprar energia de fontes renováveis no mercado livre, empresa estuda eletrificar frota para zerar emissões

21 de outubro de 2023 às 0h23

img
Emissões de CO2 caíram devido ao investimento em energia limpa; meta é zero até 2050 | Crédito: Divulgação/Anglogold Ashanti

A AngloGold Ashanti conseguiu reduzir 33% das emissões de dióxido de carbono (CO2) em 2022 na comparação com o ano anterior. Para isso, a empresa adquiriu energia elétrica para seu consumo no mercado livre de energia, por meio de fontes renováveis. O foco da mineradora é zerar as emissões de gases de efeito estufa até 2050, focada na meta Net Zero, e estuda a eletrificação da sua frota.

As ações fazem parte da estratégia da empresa, a nível global, para cumprir as metas propostas no Acordo de Paris, do qual é signatária, e dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU, para diminuir os impactos gerados pelas mudanças climáticas.

O especialista em engenharia elétrica da AngloGold, Matheus Carvalho, explica que a principal ação responsável por essa redução drástica nas emissões está relacionada aos Certificados de Energia Renovável. “É um certificado garantindo que a sua energia elétrica comprada vem de uma fonte renovável, que não emite gases de efeito estufa. Até o ano de 2021, a gente não tinha esse certificado”, disse. Cerca de 29% do consumo de energia da mineradora é de geração própria e o restante é comprado no mercado livre de energia.

Após essa mudança, atualmente, a principal fonte de emissões é o consumo de diesel. “Cerca de 98% das nossas emissões está relacionada ao consumo de diesel, classificada dentro da nomenclatura do mercado, hard-to-abate, que é difícil para você abater”, explica. O especialista afirma que a mineradora está com diversas iniciativas para aumentar a eficiência energética nos equipamentos que consomem esse combustível. Uma delas, é o estudo de eletrificação dos seus veículos.

“Vamos começar um teste no final desse ano com um equipamento elétrico. Uma carregadeira elétrica que vai começar agora, em dezembro, e vai durar o ano todo. Onde vamos testar a performance, como que vai funcionar junto com a operação, como que você encaixar, os benefícios e ganhos que a gente vê nisso. A eletrificação da frota é o principal projeto para reduzir as emissões ainda mais”, contou.

Inspiração para empresas

Matheus Carvalho afirma que, por ser uma das principais empresas de mineração no Brasil e no mundo, a AngloGold Ashanti tem potencial para motivar empresas médias e pequenas a seguirem o movimento da descarbonização. “É importante diminuir os impactos na cadeia de produção como um todo. Para quem comprar esse ouro, saber que a produção tem baixa emissão. Todo esse movimento é feito para propiciar as empresas que estão à frente da cadeia de valor para que tenham a opção de comprar o mineral com baixa emissão de carbono”, disse.

Vantagem brasileira

O especialista conta que o Brasil tem uma vantagem em comparação aos outros países que facilita a descarbonização das empresas: o potencial para energia de fontes renováveis. Ele acredita que, por conta deste fator, a mineradora conseguirá zerar suas emissões antes de 2050, ano da meta do programa Net Zero.

“Esse é o objetivo. Pessoalmente, vejo que é possível ser alcançado antes dessa data, principalmente para as empresas que estão no Brasil. Essa vantagem comparativa da matriz elétrica ser de fonte renovável, essa outra vantagem que é a política de biocombustíveis, que está à frente dos outros países. Tem isso um pouco nos Estados Unidos, na Índia, mas o Brasil está na liderança”, finalizou Matheus Carvalho.

Facebook LinkedIn Twitter YouTube Instagram Telegram

Siga-nos nas redes sociais

Comentários

    Receba novidades no seu e-mail

    Ao preencher e enviar o formulário, você concorda com a nossa Política de Privacidade e Termos de Uso.

    Facebook LinkedIn Twitter YouTube Instagram Telegram

    Siga-nos nas redes sociais

    Fique por dentro!
    Cadastre-se e receba os nossos principais conteúdos por e-mail