Banco Inter busca expansão internacional

27 de novembro de 2021 às 0h29

img
Crédito: Divulgação

Com a migração das ações para a bolsa norte-americana Nasdaq, o Banco Inter espera fortalecer sua posição como uma companhia global de tecnologia do setor financeiro, além de aumentar a competitividade com outras instituições financeiras digitais e plataformas de e-commerce globais. Outra vantagem é a abertura de novos mercados e acesso a oportunidades, apoiando a aceleração dos planos de expansão internacional do grupo.

O Inter, que chegou a 15 milhões de clientes no terceiro trimestre de 2021, também espera aumentar seu potencial de expansão e diversificação da base de investidores, elevando a liquidez da instituição e tornando-a mais atrativa.

‘’A migração também busca um reposicionamento do Inter, possibilitando participação em futuras oportunidades internacionais de mercado, como aquisição de ativos estratégicos, consolidação e combinações de negócios’’, diz a diretora financeira da instituição, Helena Lopes Caldeira.

A listagem efetiva do Banco Inter na Bolsa de Nova York é esperada até o fim de dezembro, por conta do cumprimento de prazos legais. Na última quinta-feira (25), os acionistas do banco aprovaram a transferência da listagem da bolsa de valores brasileira B3 para a Nasdaq. O banco já havia recebido autorização da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) para a mudança.

Se a operação de migração das ações para Nasdaq for aprovada, na B3 serão negociadas as BDRs (Brazlian Depositary Receipts), que são recibos lastreados em ações comercializadas nos Estados Unidos.  Os acionistas podem escolher sacar de suas participações ou receberem BDRs, que podem ser convertidos em ações Classe A negociadas na Nasdaq.

O banco pagará R$ 45,84 por unit aos acionistas que optarem pelo resgate, preço 22% acima do fechamento de quinta-feira, de R$ 37,56 por unit.  ‘’A data limite para optar pelo direito de resgate é 2 de dezembro. O Inter espera que o volume de opções pelo resgate não alcance R$ 2 bilhões. Se os pedidos de resgate superarem este volume, o Inter tem o direito de revisar a transação e eventualmente reduzir o valor’’, afirma Helena Lopes Caldeira.

Na sexta-feira (26), as ações do Banco Inter fecharam em queda: BIDI11 (-3,94%), BIDI4 (-4.98%) e BIDI3 (-3,09%). Mas a variação das três é positiva, segundo a instituição, nas últimas 52 semanas: BIDI11 (+54,43%), BIDI4 (+53,60%) e BIDI3 (+54,76%).

Internacionalização

O Inter anunciou nesta semana que assinou o acordo para a aquisição da fintech norte-americana Usend, empresa que já conta com 150 mil clientes e licenças para operação financeira em 40 estados dos EUA. A Usend tem como foco principal os serviços de remessa financeira dos Estados Unidos para o Brasil e também para outros países, mas também é uma empresa que já oferece outros tipos de serviços, como gift cards e cartão de débito.

A ideia do Inter com a aquisição é acelerar o processo de internacionalização, estabelecendo-se nos EUA com uma estrutura inicial importante para oferecer serviços financeiros e não-financeiros em um mesmo Super App. O objetivo é levar as soluções que já simplificam a vida de 15 milhões de clientes no Brasil para brasileiros residentes nos EUA e também americanos.

Facebook LinkedIn Twitter YouTube Instagram Telegram

Siga-nos nas redes sociais

Comentários

    Receba novidades no seu e-mail

    Ao preencher e enviar o formulário, você concorda com a nossa Política de Privacidade e Termos de Uso.

    Facebook LinkedIn Twitter YouTube Instagram Telegram

    Siga-nos nas redes sociais

    Fique por dentro!
    Cadastre-se e receba os nossos principais conteúdos por e-mail