BDMG disponibiliza R$ 300 milhões em linhas de crédito para municípios mineiros

Parte dos recursos disponíveis, cerca de R$ 170 milhões, serão viabilizados pelo Fundo Financeiro para Desenvolvimento da Bacia do Prata (Fonplata)

29 de janeiro de 2024 às 13h36

img
Crédito: Divulgação / BDMG

Após quase dobrar os financiamentos às prefeituras de 2022 para 2023, saltando de R$ 173,7 milhões para R$ 328,5 milhões, o Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG) está disponibilizando, neste ano, R$ 300 milhões em linhas de crédito para os municípios do Estado.

Por ser ano de eleições municipais, as prefeituras interessadas têm até o dia 30 de abril para contratarem os créditos. Com os valores, serão financiados projetos de sustentabilidade, infraestrutura, aquisição de transporte escolar e máquinas, serviços, entre outros. Aqueles que adquirirem os empréstimos poderão receber, de forma antecipada, até 40% do valor licitado.

Parte dos recursos disponíveis, cerca de R$ 170 milhões, serão viabilizados pelo Fundo Financeiro para Desenvolvimento da Bacia do Prata (Fonplata). O banco de desenvolvimento formado por Argentina, Bolívia, Brasil, Paraguai e Uruguai assinou um novo acordo com o BDMG em dezembro passado, fortalecendo a parceria entre as instituições, iniciada em 2020.

Colaboração já soma US$ 70 milhões

Nesta segunda-feira (29), em evento simbólico de assinatura de contrato na sede do banco mineiro, o presidente do BDMG, Gabriel Viégas Neto, disse que a colaboração já soma US$ 70 milhões, em torno de R$ 350 milhões, em linhas de crédito para o financiamento dos municípios.

“Em 2020, fomos o primeiro banco público brasileiro a acessar recursos do Fonplata. Naquele ano fechamos o primeiro contrato, que hoje é exemplo de sucesso e comprometimento com o desenvolvimento dos municípios mineiros, afinal, 145 prefeituras tiveram projetos financiados com os US$ 36 milhões. Em dezembro de 2023, assinamos o segundo contrato. Reforçamos essa operação com mais US$ 34 milhões de dólares, cerca de R$ 170 milhões”, destacou.

Evento simbólico de assinatura de contrato na sede do BDMG
Evento simbólico de assinatura de contrato na sede do BDMG | Crédito: Thyago Henrique / Diário do Comércio

‘Queremos crédito vitamina’, diz Zema

A cerimônia também contou com a participação do governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo), e outros representantes municipais e estaduais. O chefe do Executivo do Estado, por sua vez, enfatizou a importância dos empréstimos para o progresso das cidades mineiras, mas ressaltou que é necessário utilizá-los de maneira correta, ou seja, em bons projetos.

“O crédito pode ser vitamina, como tem sido em Minas, aplicado em bons projetos, e pode ser veneno, quando aplicado em maus projetos. Em Frutal, por exemplo, tem uma obra monstruosa inacabada que custou enormes recursos e que não serve para quase absolutamente nada. Então, queremos o crédito “vitamina”, que está pavimentando uma via pública, que traz benefícios, e não fazendo uma obra que é só para beneficiar um pequeno grupo que ganhou a licitação”, disse.

Facebook LinkedIn Twitter YouTube Instagram Telegram

Siga-nos nas redes sociais

Comentários

    Receba novidades no seu e-mail

    Ao preencher e enviar o formulário, você concorda com a nossa Política de Privacidade e Termos de Uso.

    Facebook LinkedIn Twitter YouTube Instagram Telegram

    Siga-nos nas redes sociais

    Fique por dentro!
    Cadastre-se e receba os nossos principais conteúdos por e-mail