Belo Horizonte é a terceira cidade mais promissora do Brasil

A capital mineira subiu três posições no ranking global, passando do 114º para o 111º lugar

23 de janeiro de 2024 às 18h27

img
Crédito: Leonardo Morais / Diário do Comércio

Belo Horizonte aparece como a terceira cidade mais promissora do Brasil, segundo a pesquisa 2023 Global Cities Report, da consultoria global Kearney. A Capital aparece atrás apenas de São Paulo e Rio de Janeiro. Já no ranking global, a capital mineira ocupa a 111ª posição, três acima do levantamento anterior.

O desempenho de Belo Horizonte indica recuperação após a queda de 10 posições observadas na edição 2022, quando a cidade passou do 104º para 114º lugar. A capital mineira também já havia registrado uma sequência negativa entre os anos de 2018 e 2020, passando da 95ª para 113ª posição.

As capitais brasileiras são maioria entre as metrópoles da América Latina, que compõem a lista das 156 cidades mais promissoras do mundo, conforme o estudo. Dentre elas, o destaque fica para São Paulo e Rio de Janeiro, as únicas no Top 100 mundial, ocupando a 46ª e a 76ª colocação, respectivamente. Logo abaixo de Belo Horizonte, aparece Porto Alegre (115º), Salvador (124º) e Recife (131º).

No entanto, apesar do Brasil contar com a maior quantidade de cidades no ranking, a metrópole da região mais bem posicionada é a capital argentina Buenos Aires, figurando na 22ª posição entre as mais promissoras do mundo. Outra cidade da América Latina que também se destaca é a Cidade do México (28ª).

Sobre o 2023 Global Cities Report

O estudo anual da Kearney mede o desempenho atual e o potencial das cidades para atrair e reter investimentos, pessoas e ideias. O relatório indica a crescente distribuição geográfica das oportunidades nessas localidades.

Nesta edição, o foco do estudo foram as transformações sociais, geopolíticas e tecnológicas que desafiam a hierarquia tradicional das cidades globais e criam uma geografia de oportunidades mais amplamente distribuída.

O relatório 2023 Global Cities Report ainda aborda os desenvolvimentos que influenciam as trajetórias dos locais, dando visibilidade, por exemplo, aos aspectos como a revolução do trabalho remoto e a aceleração no uso de tecnologias como a inteligência artificial (IA).

O ranking global é liderado por Nova Iorque, seguida por Londres, Paris e Tóquio. E essa ordem tem se mantido inalterada nos últimos anos.

Confira o Top 10 mundial:

  1. Nova Iorque
  2. Londres
  3. Paris
  4. Tóquio
  5. Pequim
  6. Bruxelas
  7. Singapura
  8. Los Angeles
  9. Melbourne
  10. Hong Kong

Por fim, a capital da Bélgica pode ser apontada como o grande destaque positivo da lista, com um avanço de dez posições em dois anos, de 16º, em 2021, para sexto lugar, no último ano.

Por outro lado, Los Angeles caiu três posições durante o mesmo período, passando de quinto para oitavo no ranking.

Facebook LinkedIn Twitter YouTube Instagram Telegram

Siga-nos nas redes sociais

Comentários

    Receba novidades no seu e-mail

    Ao preencher e enviar o formulário, você concorda com a nossa Política de Privacidade e Termos de Uso.

    Facebook LinkedIn Twitter YouTube Instagram Telegram

    Siga-nos nas redes sociais

    Fique por dentro!
    Cadastre-se e receba os nossos principais conteúdos por e-mail