Companhias aéreas cancelam voos para Argentina em dia de greve; saiba o que fazer

Na próxima quarta (24), haverá uma greve geral no país vizinho; clientes podem remarcar ou solicitar reembolso

21 de janeiro de 2024 às 14h45

img
Crédito: Tânia Rego/Agência Brasil

São Paulo – Em meio à greve geral convocada para a próxima quarta-feira (24) na Argentina contra o governo do novo presidente Javier Milei, companhias aéreas brasileiras já estão cancelando voos para o país vizinho.

A greve terá participação da Confederação Argentina dos Trabalhadores de Transporte, que inclui, entre outros, trabalhadores do setor aéreo e deve afetar o serviço em todo o país.

Por isso, a Gol já anunciou que todos os voos que saem da Argentina ou vão para o país na próxima quarta estão cancelados –a empresa não informou quantos são. “A ação se deve à greve geral anunciada para o país nesta data, que afetará toda a operação aeroportuária nas cidades em que a companhia opera (Buenos Aires, Córdoba, Mendoza e Rosário), impossibilitando a realização dos voos.”

Segundo a empresa, todos os clientes poderão fazer a remarcação dos voos sem custo ou solicitar reembolso integral. Para atendê-los, a empresa disse ter criado operações extras para os dias 25 e 26.

A companhia diz que viajantes com voos marcados para essa data foram informados por email ou SMS. A Gol orienta que, em caso de dúvidas, o cliente entre em contato com a empresa pela Central de Relacionamento, no telefone 0300 115 2121. Para compras com milhas, os clientes devem ligar para 0300 115 7001 (Smiles ou Prata) ou 0300 115 7007 (Ouro Diamante).

Quem comprou passagens via agências de viagem deve procurar essas empresas, orienta a Gol.

Já a Latam não cancelou os voos de antemão, como fez a Gol, mas abriu a possibilidade para alterar os voos ou pedir reembolso devido à “possibilidade de atrasos e/ou cancelamentos nos voos com origem ou destino na Argentina em 24 de janeiro”.

Nos casos de alteração de data, tanto para ida quanto para a volta, passageiros afetados poderão alterar o voo para uma nova data até 15 dias após a data original. Já quem não utilizar o bilhete, poderá solicitar o reembolso, também sem multa.

A empresa sugere que os passageiros confiram o status do voo periodicamente pelo site da Latam.

Além do setor aéreo, a greve deve paralisar trabalhadores de todos os setores de transporte como táxis, ônibus e metrô. Todos os setores da economia devem ser afetados, já que a greve foi convocada pela CGT (Confederação Geral do Trabalho), maior central sindical do país.

Tags:
Facebook LinkedIn Twitter YouTube Instagram Telegram

Siga-nos nas redes sociais

Comentários

    Receba novidades no seu e-mail

    Ao preencher e enviar o formulário, você concorda com a nossa Política de Privacidade e Termos de Uso.

    Facebook LinkedIn Twitter YouTube Instagram Telegram

    Siga-nos nas redes sociais

    Fique por dentro!
    Cadastre-se e receba os nossos principais conteúdos por e-mail