Ciser faz aportes de R$ 10 milhões na sua unidade fabril de Sarzedo

15 de outubro de 2021 às 0h29

img
A Ciser prevê um crescimento de, aproximadamente, 13% na capacidade de produção e de até 10% da equipe neste ano | Crédito: Divulgação

Com um aporte de R$ 10 milhões realizado na planta de Sarzedo, Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH), a Ciser Automotive, considerada a maior fabricante de fixadores da América Latina no segmento automotivo, adquiriu novos equipamentos e está reestruturando áreas produtivas e promovendo a capacitação dos colaboradores da empresa.

 “Os investimentos acrescentam tecnologia e automação ao processo produtivo, seguindo os conceitos de Indústria 4.0. Com isso aumentamos a capacidade de produção da unidade para melhor atender às necessidades dos nossos clientes”, destaca o gerente da Ciser Automotive, Flávio Márcio Multari.

Ainda de acordo com Multari, a fábrica estima um crescimento de, aproximadamente, 13% de capacidade de produção e de até 10% da equipe ainda neste ano. Para 2022, a previsão é de um avanço em 10% no quadro de colaboradores. “Foram adquiridas duas conformadoras e duas seletoras de parafusos, além de laminadora, que aumentará a capacidade de produção em 4 milhões de peças por mês”, completa Multari.

Multari explica que todos os funcionários passaram por capacitação para saberem detalhadamente o processo de manuseio com o novo maquinário. A expectativa é de um aumento de 130% no faturamento em relação a 2020, indo a R$110 milhões.

Futuro – Multari acrescenta que os planos da empresa é reforçar a linha de fixadores para veículos pesados, motocicletas e implementos agrícolas. “A previsão de novos aportes, em torno de R$ 6 milhões para 2022, visa aumentar ainda mais a capacidade de produção da unidade”, reforça, porém o gerente não revelou quando será feito o investimento.

Na avaliação de Multari, os novos investimentos da empresa são benéficos tanto para o empreendimento quanto para Minas Gerais. “Todo esse movimento impacta direta e indiretamente na cadeia do Estado, já que serão necessárias mais 250 toneladas de matéria-prima por mês, além da contratação de novos colaboradores, o que traz benefícios diretos para a economia local, com mais pessoas trabalhando diretamente na Ciser, além dos empregos indiretos nos fornecedores”, salienta.

Tags:
Facebook LinkedIn Twitter YouTube Instagram Telegram

Siga-nos nas redes sociais

Comentários

    Receba novidades no seu e-mail

    Ao preencher e enviar o formulário, você concorda com a nossa Política de Privacidade e Termos de Uso.

    Facebook LinkedIn Twitter YouTube Instagram Telegram

    Siga-nos nas redes sociais

    Fique por dentro!
    Cadastre-se e receba os nossos principais conteúdos por e-mail