COTAÇÃO DE 20-01-2022

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,4160

VENDA: R$5,4170

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,4470

VENDA: R$5,5770

EURO

COMPRA: R$6,1450

VENDA: R$6,1478

OURO NY

U$1.837,83

OURO BM&F (g)

R$321,61 (g)

BOVESPA

+1,01

POUPANÇA

0,6340%%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Economia

Contagem estima aportes de R$ 4,5 bilhões em 2022

COMPARTILHE

" "
A localização estratégica de Contagem é um fator para a intensa atração de investimentos do setor logístico | Crédito: Reprodução

Quarto maior Produto Interno Bruto (PIB) de Minas Gerais, Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH), deve encerrar 2021 com a formalização de R$ 7 bilhões em investimentos privados no decorrer deste exercício. Para o ano que vem, pelo menos outros R$ 4,5 bilhões estão engatilhados.

Os setores são diversos, passando, por exemplo, por comércio, saúde, alimentos e construção, mas a área logística é destaque e abarca grande parte dos aportes, em função, principalmente, da localização privilegiada da cidade.

PUBLICIDADE




As informações são do secretário de Desenvolvimento Econômico de Contagem, René Vilela, que enumera uma série de esforços por parte da gestão municipal como fundamentais para a atração dos investimentos. Segundo ele, desde o início do mandato, a prefeita Marília Campos (PT) faz questão de acompanhar as tratativas com as empresas que desejam investir na cidade e lidera um movimento de desburocratização em todas as Pastas sob seu comando.

“Iniciamos o trabalho elencando as ações estratégicas, nos aproximando da gestão de fundos de investimentos, das empresas já instaladas na cidade que buscavam alternativas para expandir, destravando projetos e dialogando institucionalmente com entidades como a Fiemg (Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais) e a Associação Comercial e Industrial de Contagem. Tudo isso nos permitiu melhorar o ambiente de negócios na cidade e atrair mais de R$ 7 bilhões de investimentos apenas neste exercício”, detalhou.

O secretário também citou como importante a Campanha Pacto pela Vida. A campanha tem o objetivo de conscientizar e unificar todos os segmentos para o cumprimento das diretrizes de enfrentamento à pandemia, o que colaborou para um menor impacto das dificuldades econômicas impostas pela crise sanitária. Os processos de licenciamento até classe 5 realizados diretamente pelo município e os avanços na desburocratização e transparência dos processos do Executivo municipal também favoreceram o ambiente de negócios. 

Hoje somos o segundo maior gerador de empregos formais no Estado e seguimos numa linha ascendente. Os R$ 7 bilhões projetam mais 18 mil postos (de trabalho) diretos, sem contar os clientes e parceiros que se instalarão a partir desses investimentos, especialmente nos condomínios logísticos”, completou o secretário. 




A arrecadação do município também está maior. Enquanto no ano passado foram cerca de R$ 2 bilhões somados pelos cofres públicos da cidade, a previsão é de que neste ano as receitas cheguem a R$ 2,15 bilhões.

Investimentos diversificados em Contagem

Levantamento realizado pela Prefeitura mostra que, dentre os aportes anunciados, destaca-se o setor logístico. É o caso do Empresarial Contendas, localizado na região da Ressaca, cujo aporte é de R$ 1,5 bilhão em obras arquitetônicas de infraestrutura logística, distribuídas numa área de mais de 400 mil metros quadrados (m²). A Bresco, sediada em São Paulo, também vai investir R$ 700 milhões na construção de seu segundo condomínio logístico na cidade.

Já a Gatti Engenharia investirá mais de R$ 200 milhões na construção de um complexo logístico nos moldes do Parque Torino, localizado na BR-381. Da mesma forma a G-log, que vai aportar outros R$ 100 milhões em um negócio da mesma natureza, além da ELL Morais empreendimentos, com outros R$ 250 milhões, o grupo Eco Global com R$ 30 milhões, a BII Par, que aplicará outros R$ 50 milhões e a Obra MAX, com R$ 72 milhões.

Na área da construção há o Parque Inova, um bairro planejado com lotes que somam mais de 300 mil m² e 50 mil m² de lojas, cujos investimentos ultrapassam os R$ 1,7 bilhão. O grupo EPO também está erguendo o Contemporâneo Mall, que já está em fase final de construção, sob R$ 50 milhões em investimentos. E a Construtora Emccamp que, por sua vez, vai investir mais de R$ 250 milhões em um empreendimento imobiliário.

Também foram anunciados dois investimentos na área da saúde privada. A aquisição do antigo Hospital Santa Helena pelo Grupo Notredame Intermédica (GNDI). Serão investidos R$ 110 milhões na reforma e na ampliação da unidade. E a Unimed divulgou a construção de uma nova unidade hospitalar, com um investimento inicial estimado em R$ 200 milhões.

O grupo Komatsu (segundo maior fabricante do mundo de maquinário de construção civil e mineração) reunirá duas das unidades na cidade, num investimento inicial de aproximadamente R$ 95 milhões.




A partir da lista, Vilela lembrou que a oferta de mão de obra qualificada, pela capacitação de jovens, potencializa ainda mais a atração de novas empresas e retém as que já atuam no município. E que, neste sentido, dois empreendimentos educacionais do Sistema S foram anunciados para a cidade: a Escola Bilíngue de Base Tecnológica do Sesi, que receberá um empenho de R$ 40 milhões para sua construção, e o Centro de Treinamento e Desenvolvimento para a Indústria 4.0, que já foi inaugurado e cujo investimento foi de mais R$ 30 milhões.

Por fim, o secretário destacou que parte do montante de R$ 7 bilhões é proveniente da expansão de empresas que já atuam na cidade. “É o caso da Tambasa Atacadista, que investirá mais de R$ 1,6 bilhão na ampliação dos seus negócios já consolidados e na abertura de outros empreendimentos do grupo; e da RHI Magnesita, que aportará R$ 454 milhões na modernização e ampliação da sua planta de operação”, destacou.

Da mesma maneira, a Maxion Structural Components anunciou R$ 35 milhões; a Transportadora Patrus R$ 6 milhões; a Belgo Bekaert, cuja soma de investimentos dos próximos 4 anos bate R$ 120 milhões; a Petronas Lubrificantes Internacionais acrescentará mais R$ 27 milhões; a Tropeira Alimentos empregará R$ 13 milhões na expansão seu Centro de Distribuição (CD) e em outros dois novos negócios; a Oriente Farma vai levar para Contagem sua planta de operações de Ipatinga (Vale do Aço), unificando sua atuação no município, aplicando mais de R$ 15 milhões; entre outros.

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

OUTROS CONTEÚDOS

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!