COTAÇÃO DE 12/05/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,2220

VENDA: R$5,2230

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,2030

VENDA: R$5,3800

EURO

COMPRA: R$6,3751

VENDA: R$6,3780

OURO NY

U$1.837,16

OURO BM&F (g)

R$309,12 (g)

BOVESPA

+0,87

POUPANÇA

0,2019%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Economia

Contagem vai ganhar um centro de distribuição do Supermercados BH

COMPARTILHE

Em processo de expansão, o Supermercados BH tem mais de 220 lojas em Minas | Crédito: Filó Alves

O Supermercados BH vai construir mais um centro de distribuição (CD) em Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH). O aporte entre R$ 100 milhões e R$ 120 milhões vai aumentar a capacidade de estocagem da rede supermercadista, que, no ano passado, ingressou também no segmento de atacarejo. Ao todo, serão gerados 500 empregos diretos.

O anúncio foi feito pela prefeita de Contagem, Marília Campos (PT), por meio das redes sociais e foi confirmado pelo fundador e presidente do Supermercados BH, Pedro Lourenço de Oliveira.

PUBLICIDADE

“Estou buscando o apoio dos empresários em nossa luta contra a pandemia e para fazer a economia de Contagem voltar a crescer. Com esse objetivo, estive com o dono da rede Supermercados BH, Pedro Lourenço de Oliveira, e saí de lá muito satisfeita. Pedro está conosco. Disse que pode contribuir com ações sociais e projetos educacionais e que vai investir cerca de R$ 100 milhões em um novo galpão para ampliar a capacidade de operação da empresa em Contagem”, disse a prefeita.

Segundo o empresário, será construído um galpão de 80 mil metros quadrados, em vistas de atender ao aumento da demanda a partir das lojas de atacarejo. “Estamos esperando a liberação da prefeitura para começar as obras, que deverão levar dois anos. Vamos manter o que nós já temos na nossa central e fazer mais um galpão sob um investimento entre R$ 100 milhões e R$ 120 milhões sem o terreno”, contou.

E os investimentos não param por aí. Conforme Pedro Lourenço, a empresa dará continuidade à expansão da rede tanto no formato tradicional quanto no atacado e varejo. “Tem um ano que a gente começou no atacarejo, abrimos quatro lojas no ano passado e estamos a todo vapor, construindo mais cinco. Além disso, vamos abrir mais umas dez lojas e crescer bastante neste ano. A meta é criar 2 mil postos de trabalho em 2021”, ressaltou.

Mercado – A rede conta com mais de 220 lojas em praticamente todas as regiões do Estado, estando a maior parte concentrada na Capital. Já o número de colaboradores diretos chega a 22 mil.

Em setembro do ano passado, o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou a aquisição do grupo Supermercado Sales pela rede Supermercados BH. A informação foi antecipada pelo DIÁRIO DO COMÉRCIO em maio, quando o presidente do BH revelou que o aporte fazia parte da estratégia da rede em expandir para o interior do Estado.

O negócio envolveu a aquisição de 14 pontos comerciais de varejo de autosserviço distribuídos em dez municípios de Minas Gerais e de três postos de combustíveis localizados em Barbacena, São João del-Rei e Ubá.

Conforme o ranking da Associação Brasileira de Supermercados (Abras) 2020, o Supermercados BH faturou aproximadamente R$ 6,994 bilhões em 2019, 16,5% a mais que em 2018, quando a empresa apresentou receita de R$ 6 bilhões. Com o resultado, a rede liderou a lista dos mineiros e ficou em sexto lugar em âmbito nacional. O ranking Abras 2021, com os números de 2020, ainda não foi divulgado.

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

CONTEÚDO RELACIONADO

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!