Destaques da Semana

10 de fevereiro de 2024 às 5h03

img
Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, em Belo Horizonte, durante a cerimônia de anúncio de pacote de investimentos para Minas Gerais | Crédito: Ricardo Stuckert / PR

Governo Lula libera R$ 121,4 bi do Novo PAC para MG

O Novo PAC, programa de investimentos do governo federal, vai destinar R$ 121,4 bilhões para Minas Gerais. O anúncio foi feito ontem pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em visita a Belo Horizonte. Do valor total, R$ 84,8 bilhões serão aportados em projetos regionais, que incluem obras que abrangem outros estados, como rodovias e ferrovias. O restante, em torno de R$ 36,7 bilhões, será canalizado exclusivamente para atender às demandas do Executivo e das prefeituras mineiras.

As rodovias mineiras receberão R$ 33,3 bilhões, incluindo a manutenção de 5,6 mil quilômetros e execução de obras em 307,5 quilômetros. Entre os projetos, estão a adequação do Anel Rodoviário da Capital, duplicações e adequações em rodovias, como a BR-381. Para as ferrovias, a estimativa é de R$ 28,3 bilhões.

Usina Coruripe unidade em Limeira do Oeste, Minas Gerais.
A capacidade de moagem anual da unidade passará de 1,5 milhão para 2,5 milhões de toneladas de cana-de-açúcar | Crédito: Welbert Andrade de Freitas

Coruripe investe mais de R$ 400 milhões em Minas

Para expandir a sua planta em Limeira do Oeste, no Triângulo Mineiro, a Usina Coruripe está investindo mais de R$ 400 milhões. O valor é o dobro do estimado em 2022 pela empresa do setor sucroenergético, em torno de R$ 200 milhões. Como a nova linha de produção de açúcar VHP já está quase pronta, a expectativa do presidente da companhia, Mario Lorencatto, é iniciar as operações em março.

O projeto irá ampliar a capacidade de moagem anual da unidade, de 1,5 milhão para 2,5 milhões de toneladas de cana-de-açúcar.

Indústria mineira de fundição fechou 2023 com 669.5 mil toneladas de fundidos fabricados | Crédito: Divulgação/Brasil Mineral

Fundição deve investir R$ 250 milhões no Estado neste ano

A indústria mineira de fundição planeja investir R$ 250 milhões neste ano. A maior parte dos recursos será destinada a equipamentos, com objetivo de aumentar a produtividade.

A estimativa do presidente do Sindicato da Indústria de Fundição no Estado de Minas Gerais (Sifumg), Afonso Gonzaga, é de criação de 2 mil a 2,3 empregos. A expectativa do setor é de crescimento entre 8% e 10% em 2024 no Estado.

Tags:
Facebook LinkedIn Twitter YouTube Instagram Telegram

Siga-nos nas redes sociais

Comentários

    Receba novidades no seu e-mail

    Ao preencher e enviar o formulário, você concorda com a nossa Política de Privacidade e Termos de Uso.

    Facebook LinkedIn Twitter YouTube Instagram Telegram

    Siga-nos nas redes sociais

    Fique por dentro!
    Cadastre-se e receba os nossos principais conteúdos por e-mail