COTAÇÃO DE 07/12/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,6180

VENDA: R$5,6180

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,6500

VENDA: R$5,7830

EURO

COMPRA: R$6,3427

VENDA: R$6,3451

OURO NY

U$1.784,35

OURO BM&F (g)

R$323,23 (g)

BOVESPA

+0,65

POUPANÇA

0,5154%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Economia Economia-destaque

Exposibram 2020 realiza 250 rodadas de negócios com programação virtual

COMPARTILHE

Temos que avançar muito. E avançar muito mesmo, disse Brumer | Crédito: Divulgação

Programação diferenciada e expectativas de geração de negócios, além de apresentação de tendências e debates sobre diversos assuntos, inclusive acerca da sustentabilidade na mineração.

Esses são alguns dos pontos que envolvem o Exposibram 2020 – Expo & Congresso Brasileiro de Mineração, que teve início ontem (24) e vai até a próxima quinta-feira (26), de forma totalmente remota, a partir de Belém (PA). A realização é do Instituto Brasileiro de Mineração (Ibram).

PUBLICIDADE

Os números desta edição são robustos. Conforme ressalta o diretor-presidente da entidade, Flávio Penido, são, ao todo, 5.500 inscritos, 33 painéis, 31 palestras técnicas, 180 palestrantes, 460 fornecedores na rodada de negócios, 250 encontros das rodadas de negócios, sete minicursos, 51 estandes virtuais e 48 patrocínios e apoios. Tudo isso fomentando um setor de grande importância para Minas Gerais e para o País.

“Para Minas Gerais, nós temos investimentos previstos para o período de 2020 a 2024 de aproximadamente 12 bilhões de dólares. Desse total, 2 bilhões de dólares serão destinados à descaracterização de barragens”, diz ele, lembrando que no Brasil serão 37 bilhões de dólares.

Durante o evento, afirma Penido, vão ser discutidas questões importantes que envolvem o segmento, como economia mineral, mercado de commodities, novos caminhos para a saúde e para segurança do trabalho, entre outros.

Nesse sentido de sustentabilidade, aliás, durante a realização da abertura do Exposibram, o presidente do conselho diretor do Ibram, Wilson Brumer, destacou que a entidade e as mineradoras irão prestar contas acerca da “Carta Compromisso do Ibram Perante a Sociedade”.

O projeto, que teve início no ano passado, estabelece diretrizes sustentáveis mais elevadas para o segmento em 12 áreas e, no evento on-line, está prevista uma discussão sobre as novas metas.

“Desde o anúncio da apresentação dessa carta compromisso até hoje, temos evoluído em várias metas e ações, mas temos também a plena convicção e consciência de que temos que avançar muito. E avançar muito mesmo”, disse ele.

Expressividade – O vice-governador de Minas Gerais, Paulo Brant, durante o evento de abertura do Exposibram, salientou o quanto a mineração é crucial para o desenvolvimento do Estado, sendo a base da sua economia, e do País.

“Nós temos que reconhecer em Minas Gerais que a mineração é uma benção, é uma dádiva a riqueza mineral, e não uma maldição como muita gente costuma colocar”, disse ele.

O vice-governador lembrou que o Estado foi atingido por duas tragédias, nas cidades de Mariana e Brumadinho, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH), o que trouxe consequências.

“De certa forma, geraram uma espécie de trauma na relação entre a mineração e a sociedade. É preciso que a gente reconcilie a mineração com a nossa sociedade”, pontuou. “É fundamental que a gente resgate a relação de confiança”.

Ele pontuou que a relação entre mineração e meio ambiente, como a de qualquer setor produtivo, tem tensões naturais, mas que é possível agir para obter bons resultados. “Como a gente vai resolver adequadamente essas tensões, lidar com elas? De duas maneiras: com ciência, tecnologia, que ampliam o limite das possibilidades, e com as instituições do estado democrático de direito. Nós temos absoluta confiança que a gente vai superar essa fase”, falou.

#MineraçãodoBrasil ganha maior expressão com nova identidade visual

O Ibram anunciou uma nova logomarca, que compõe todo um estudo desenvolvido a remodelar a identidade visual tanto da organização quanto do próprio setor que representa, desde 1976. Mais do que uma alteração estética, a nova marca chega para consolidar uma mudança na estruturação no Ibram.

O setor mineral brasileiro é um dos protagonistas da economia, ainda mais por ser responsável pelo fornecimento de insumos para as demais atividades produtivas. Da indústria ao agronegócio, os minérios marcam presença como componentes insubstituíveis e essenciais para a vida moderna e, principalmente, para a evolução do ser humano. Sobre isso, o próprio setor mineral passa por uma ampla transformação em seus processos produtivos, em sua governança e em seu patamar de sustentabilidade.

Este é o desafio que se impôs o IBRAM, organização privada e representante ativa de mais de 130 empresas associadas. Ou seja, mudar a identidade da #MineraçãodoBrasil. Mostrar às pessoas sua verdadeira essência e, assim, evidenciar valores que sempre pontuaram sua atuação, mas que se viram imperceptíveis ou irreconhecíveis perante o público em geral, em razão das tragédias decorrentes de dois rompimentos de barragens de rejeitos.

De lá para cá, a indústria da mineração tem tomado atitudes concretas para que as pessoas tenham condições de acompanhar as mudanças positivas e fazer juízo de valor adequado dessa transformação.

São exemplos, entre vários, a declaração de assumir – e cumprir – vários compromissos direcionados a elevar o patamar de sustentabilidade em doze áreas relacionadas a essa indústria, expressa pelo documento público Carta Compromisso do IBRAM Perante a Sociedade. E, também, a implantação da metodologia canadense TSMBrasil – Rumo à Mineração Sustentável, internacionalmente reconhecida como instrumento promotor da sustentabilidade na indústria mineral.

A nova logomarca e a identidade visual anunciadas na abertura da Exposibram 2020 são os recursos gráficos estruturados para comunicar essa nova fase do setor, em que se busca construir uma nova perspectiva de futuro para a #MineraçãodoBrasil. Trata-se de um plano de ação com estratégias que permitam a transição do setor para um cenário ainda mais produtivo. Com sustentabilidade, segurança e responsabilidade com todos à sua volta.

Nesse sentido, Ibram e a Mineração do Brasil se fundem. O Ibram trabalha para fortalecer as relações entre mineradoras e os diversos públicos, como seus profissionais e fornecedores, o governo e a sociedade. Age também para conectar o setor. Incentiva a inovação, difunde conhecimento, fomenta e dissemina boas práticas e articula oportunidades de negócio e de desenvolvimento para a indústria mineral.

“O Ibram é catalisador do setor, seja em relação à inovação, aos compromissos com a sociedade e demais aspectos, como o de agregar as empresas em torno de objetivos e compromissos comuns. E nesses últimos tempos, o IBRAM tem mudado para se adequar às técnicas modernas de gestão e, para isso, assume compromissos com seus associados junto aos representantes da sociedade sempre relacionados às boas práticas”, diz o diretor-presidente do Ibram, Flávio Penido.

A nova identidade visual, segundo Wilson Brumer, “enfatiza a construção de um relacionamento mais próximo e sólido, de intensa troca de informações e de conhecimento com outros atores, como a Academia e os jovens. O Ibram quer atrair para o setor mineral o interesse dos jovens em seguir carreira na mineração brasileira e, por meio deles, incentivar a inovação em vários aspectos do setor mineral”.

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!