Intenção de consumo das famílias em Belo Horizonte aumenta

Apesar disso, indicador da Fecomércio MG ainda está em patamar negativo

30 de novembro de 2023 às 0h22

img
Perspectiva dos consumidores da Capital em relação à renda para os próximos seis meses é positiva | Crédito: Alessandro Carvalho

Pesquisa de Intenção de Consumo das Famílias (ICF), analisada pelo Núcleo de Estudos Econômicos da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de Minas Gerais (Fecomércio MG), revelou que a confiança do consumidor de Belo Horizonte permanece no nível de insatisfação. Ainda assim, segundo a entidade, foi apurado um aumento de 1 ponto no indicador, chegando a 98,4 em novembro.

Na análise, o índice que verifica o grau de satisfação das famílias com o emprego atual alcançou 124,5 pontos, mesmo resultado do mês anterior, e 8,3 pontos maior na comparação com o mesmo período do ano passado. Cerca de 37,7% das famílias belo-horizontinas se sentem seguras em relação ao emprego atual, em comparação com o ano anterior.

O economista-chefe da Fecomércio MG, Stefan D’Amato, analisa que a alta foi favorecida pelas famílias com renda superior a dez salários mínimos. “As famílias de maior renda têm outros mecanismos de renda. Por exemplo, elas conseguem investir, têm diversas ações de crédito, têm mais condições que as favorecem a adquirir produtos. Isso tudo vai fazer com que essa família tenha uma satisfação melhor do que as de renda até dez salários mínimos, com poder de compra menor”, aponta.

D’Amato disse que é preciso analisar o nível de endividamento das famílias. Uma parte da renda, antes destinada ao consumo, pode ser endereçada ao pagamento de dívidas. Para isso, ele chama atenção para programas de refinanciamento, como o Desenrola Brasil.

“Se o Desenrola conseguir fazer com que essas pessoas que estão inadimplentes retornem para o mercado de consumo, realmente vai ter aumento do consumo, do dinamismo econômico”, analisa o economista.

D’Amato afirma que, mesmo com uma baixa taxa de desemprego (5,2%), Belo Horizonte não obteve aumento significativo da massa salarial, o que também impacta o consumo. Segundo o economista, a aquisição de produtos e serviços poderá aumentar nos últimos meses do ano, ao ser favorecido pelo Natal e décimo terceiro salário.

Expectativas financeiras

No que diz respeito à perspectiva profissional, que reflete a expectativa do consumidor em relação à renda familiar nos próximos seis meses, o valor registrado em novembro foi de 137,5 pontos, 2,3 pontos superior à análise anterior, e 45,1 pontos superior ao mesmo período do ano passado. Aproximadamente 65,9% dos entrevistados acreditam que haverá alguma melhora profissional no próximo semestre.

Ao comparar a renda atual com a do mesmo período do ano passado, 33,9% dos entrevistados afirmam que sua situação financeira está melhor. O índice de renda da ICF em novembro foi de 109,7 pontos, indicando um nível de satisfação, mas foi 0,8 ponto inferior à análise anterior e 16,1 pontos superior ao mesmo período de 2022.

Consumo das famílias

Embora o índice de acesso ao crédito da ICF tenha apresentado leve redução na última análise, o resultado de novembro superou o índice de 2022 em 2,1 pontos. Para 44,3% dos consumidores, está mais difícil conseguir comprar a prazo agora em comparação com o ano passado.

Além disso, constatou-se que as famílias belo-horizontinas estão comprando mais em relação a novembro do ano anterior. O índice de nível de consumo atual é de 81,6 pontos, 1,1 ponto superior à análise anterior, e 21,9 pontos acima do obtido no mesmo período do ano passado. Cerca de 46,6% dos entrevistados afirmam que a família está comprando menos atualmente em comparação com 2022, enquanto 28,3% dizem estar comprando mais.

Facebook LinkedIn Twitter YouTube Instagram Telegram

Siga-nos nas redes sociais

Comentários

    Receba novidades no seu e-mail

    Ao preencher e enviar o formulário, você concorda com a nossa Política de Privacidade e Termos de Uso.

    Facebook LinkedIn Twitter YouTube Instagram Telegram

    Siga-nos nas redes sociais

    Fique por dentro!
    Cadastre-se e receba os nossos principais conteúdos por e-mail