Klabin anuncia venda de floresta por R$ 230 milhões

21 de outubro de 2022 às 15h22

img
Crédito: Divulgação

São Paulo – A produtora de embalagens e celulose Klabin anunciou, nesta sexta-feira, assinatura de acordo para a venda de 8 mil hectares de floresta, em um negócio de R$ 230 milhões, segundo comunicado enviado ao mercado.

A área equivale a 3,2 milhões de metros cúbicos de madeira “em pé”, e a empresa afirmou que, junto com o termo de venda, assinou um acordo de opção de recompra de até 2,2 milhões de metros cúbicos. O acordo de recompra é válido até 2036.

Até recentemente, as empresas de celulose vinham buscando ampliar suas áreas florestais de modo a atender às capacidades adicionais de produção do produto e de papel que construíram ao longo dos últimos anos.

“A operação está alinhada à estratégia de abastecimento florestal da Klabin e reforça sua diligente gestão de ativos, do custo de madeira e eficiente alocação de capital”, afirmou a companhia no comunicado.

A companhia afirmou em apresentação ao mercado que a operação inclui apenas as florestas, sem envolver as terras, e que as áreas vendidas foram compradas no contexto de abastecimento da primeira fase de sua fábrica de celulose e papel em Ortigueira (PR), conhecida como “Puma II”. Segundo a Klabin, como a empresa comprou florestas mais próximas de suas fábricas, a operação permite “otimização de ativos”.

As florestas foram compradas entre o final de 2019 e meados deste ano, segundo apresentação. “O avanço das aquisições para abastecimento de madeira no Paraná permite a venda destes ativos”, afirmou a Klabin na apresentação.

Segundo a empresa, o negócio vai permitir redução de custos porque as florestas vendidas estão mais afastadas do maciço florestal “que a média da Klabin” de cerca de 84 quilômetros. A transação também possibilitará monetização antecipada de madeira que seria vendida somente no momento da colheita.

O preço combinado para a opção de recompra “segue valor de mercado, com teto e piso, definidos em contrato”, afirmou a Klabin na apresentação, sem citar para quem vendeu os ativos e firmou a opção de recompra.

Facebook LinkedIn Twitter YouTube Instagram Telegram

Siga-nos nas redes sociais

Comentários

    Receba novidades no seu e-mail

    Ao preencher e enviar o formulário, você concorda com a nossa Política de Privacidade e Termos de Uso.

    Facebook LinkedIn Twitter YouTube Instagram Telegram

    Siga-nos nas redes sociais

    Fique por dentro!
    Cadastre-se e receba os nossos principais conteúdos por e-mail