COTAÇÃO DE 26-01-2022

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,4400

VENDA: R$5,4410

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,4570

VENDA: R$5,5870

EURO

COMPRA: R$6,1271

VENDA: R$6,1288

OURO NY

U$1.816,48

OURO BM&F (g)

R$319,89 (g)

BOVESPA

+0,98

POUPANÇA

0,6443%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Economia Economia-destaque livre

Lojistas de shoppings registram incremento de 7,5% em dezembro

COMPARTILHE

" "
Lojistas de shoppings registram incremento de 7,5% em dezembro
Dados da Alshop apontam que o faturamento do setor atingiu R$ 168,2 bi no ano passado - CREDITO:ALISSON J. SILVA

São Paulo – A Associação Brasileira de Lojistas de Shopping (Alshop) informou ontem que as vendas do setor aumentaram 7,5% em dezembro passado na comparação com o mesmo mês do ano anterior.

A pesquisa da Alshop, que reuniu dados de 30 mil pontos de venda em todo o País, considera o período de 1º a 31 de dezembro do ano passado.

PUBLICIDADE




“Após a divulgação da expectativa em dezembro, chegamos aos números finais, nos quais vale destacar a base de influência da Black Friday, que se intensificou no final de novembro, apresentando resquícios de vendas nos primeiros dias do mês seguinte”, disse o presidente da Alshop, Nabil Sahyoun.

Segundo a associação, no acumulado dos 12 meses de 2019, as vendas cresceram 7,5% no varejo dos shopping centers, totalizando um faturamento de R$ 168,2 bilhões.

“[A Alshop] acredita que o ano de 2020 será um ano muito próspero. Os índices de 2019 foram os maiores dos últimos anos, e acreditamos que 2020 nos trará excelentes números, pois diferentes entidades mostram uma média de crescimento de 7,5% no ano de 2019, corroborando o que estamos divulgando”, acrescentou Sahyoun.

E-commerce – As vendas do comércio eletrônico no Brasil aumentaram 13,5% em 2019, enquanto as vendas totais do setor de varejo subiram 1,5%, de acordo com o indicador SpendingPulse, da Mastercard.




Dezembro foi o destaque para o varejo on-line, registrando alta de 25,7% nas vendas ante 2018. No período, as vendas totais do varejo, que incluem o e-commerce, subiram 2%. Já considerando o quarto trimestre, as vendas on-line subiram 20,2% enquanto o varejo total teve crescimento de 2,5% sobre um ano antes.

Os dados são baseados em relatórios de pagamentos na rede conveniada da Mastercad, “combinada com estimativas baseadas em pesquisas para determinadas outras formas de pagamento, como dinheiro e cheque”.

Para diretor de análises avançadas da Mastercard no Brasil, César Fukushima, os saques do FGTS impactaram no crescimento das vendas on-line.

“Além disso, a taxa de desemprego apresentou melhorias, promovendo um aumento na renda real e trazendo um bom resultado para o setor de varejo em 2019”, afirmou. (ABr/Reuters)

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

CONTEÚDO RELACIONADO

OUTROS CONTEÚDOS

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!