Lucro da Gerdau dá salto de 604% no terceiro trimestre

28 de outubro de 2021 às 0h29

img
Crédito: Flávio Luiz Russo

A Gerdau encerrou o terceiro trimestre de 2021 com lucro de R$ 5,59 bilhões, valor 604% superior ao registrado no mesmo período de 2020, quando os ganhos chegaram a R$ 795 milhões. Com o resultado, no acumulado do ano até setembro, o lucro líquido da siderúrgica – R$ 11,99 bilhões – superou em 801% os R$ 1,3 bilhão apurados no mesmo período do ano anterior. As altas expressivas refletem a demanda crescente por aço, que vem sendo impulsionada pelos setores da construção civil, indústria e agronegócio.

Para o quarto trimestre e 2022 as estimativas são de mercado ainda aquecido. A tendência é de que a demanda por aço no País cresça de 4% a 6% no próximo ano.

A receita da Gerdau avançou 74% de julho a setembro de 2021 e alcançou R$ 21,31 bilhões, ante os R$ 12,2 bilhões registrados em igual período do ano anterior. No acumulado dos nove primeiros meses do ano, a receita líquida já subiu 88% e encerrou a R$ 56,7 bilhões. 

Ainda em relação ao terceiro trimestre, o Ebitda, sigla em inglês para lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização, foi de R$ 7,02 bilhões, aumento de 228% sobre os R$ 2,13 bilhões vistos entre julho e setembro de 2020.

Produção de aço

Em relação às operações no Brasil, a produção de aço bruto, no terceiro trimestre de 2021, ficou 6% superior ao reportado no mesmo intervalo de 2020 e somando 1,64 milhão de toneladas. Ao longo dos primeiros nove meses, a Gerdau produziu 4,59 milhões de toneladas, alta de 17% no comparativo com o ano passado. O resultado positivo é consequência do desempenho das entregas ao mercado doméstico, impulsionadas pelos setores da construção e da indústria.

As vendas do mercado interno cresceram 5% e somaram 1,35 milhão de toneladas no terceiro trimestre. O volume elevou para 3,95 milhões de toneladas vendidas nos intervalo de janeiro a setembro, alta de 25%.

As vendas totais ficaram 2% maiores, com a comercialização de 1,54 milhão de toneladas no terceiro trimestre. A maior parte da produção da Gerdau foi destinada ao mercado interno. Apenas 188 mil toneladas foram exportadas no terceiro trimestre, volume 13% menor que o registrado no mesmo período do ano passado. 

Investimentos

Os investimentos somaram R$ 810 milhões no terceiro trimestre, sendo R$ 455 milhões para manutenção geral, R$ 112 milhões para manutenção da usina de Ouro Branco (Minas Gerais) e R$ 243 milhões para expansão e atualização tecnológica.

De acordo com o diretor-presidente (CEO) da Gerdau, Gustavo Werneck, o bom resultado da companhia se deve à demanda elevada por aço.

“A construção civil está com demanda elevada, com aumento de lançamentos e maiores vendas de imóveis. O volume de vendas no varejo, apesar de estabilizadas, está em um patamar elevado. Além disso, existem novas oportunidades em infraestrutura, com destaque para a produção de energia renovável”, disse. 

Ainda segundo Werneck, na produção de aços especiais, a demanda no Brasil também é crescente, com destaque para o forte desempenho da produção de veículos pesados e máquinas voltadas para o agronegócio e construção civil. 

“O cenário de veículos pesados segue promissor estimulado pelo forte desempenho da construção civil, agronegócio e o setor de máquinas e equipamentos. Por outro lado, o mercado sente os impactos da falta de semicondutores e chips, que vem interferindo na produção de veículos. Neste caso, esperamos uma recuperação, em 2022 e 2023, sendo mais lenta que a dos demais setores”, analisou.

Para 2022, a companhia estima um crescimento da demanda total por aço, no mercado interno, entre 4% e 6%. A alta será puxada pelos setores da construção civil, infraestrutura e indústria, com destaque para as de bens de capital, agronegócio e energia. 

Facebook LinkedIn Twitter YouTube Instagram Telegram

Siga-nos nas redes sociais

Comentários

    Receba novidades no seu e-mail

    Ao preencher e enviar o formulário, você concorda com a nossa Política de Privacidade e Termos de Uso.

    Facebook LinkedIn Twitter YouTube Instagram Telegram

    Siga-nos nas redes sociais

    Fique por dentro!
    Cadastre-se e receba os nossos principais conteúdos por e-mail