Marcelo Bomfim, da Caixa, é provável novo presidente do BDMG

1 de dezembro de 2021 às 12h33

img
Marcelo Bomfim, superintendente regional da Caixa Econômica Federal | Crédito: Prefeitura de Montes Claros/MG

Após nota divulgada pela assessoria do Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG) na semana passada, Sérgio Gusmão deixará a presidência do BDMG em até 45 dias. A transição faz parte de um processo conduzido harmonicamente em conversas entre a diretoria e o principal acionista da instituição de fomento, o Governo de Minas Gerais.

Para ocupar o lugar de Sérgio Gusmão na presidência do BDMG, o nome provável é o do superintendente regional da Caixa Econômica Federal, Marcelo Bomfim.

Enquanto presidente do BDMG e após o início do período de contingenciamento da pandemia do novo coronavírus (Covid-19), Sérgio Gusmão coordenou recursos em torno de R$ 4 bilhões para 16 mil empresas de todos os portes e prefeituras, o que figurou como um desempenho excepcional praticado pela instituição. Foram mais de 703 cidades atendidas.

Além disso, recentemente, o BDMG oficializou extensões com o Banco Europeu de Investimento (BEI) de valores na ordem de R$ 127 milhões (cerca de 20 milhões de euros).

Facebook LinkedIn Twitter YouTube Instagram Telegram

Siga-nos nas redes sociais

Comentários

    Receba novidades no seu e-mail

    Ao preencher e enviar o formulário, você concorda com a nossa Política de Privacidade e Termos de Uso.

    Facebook LinkedIn Twitter YouTube Instagram Telegram

    Siga-nos nas redes sociais

    Fique por dentro!
    Cadastre-se e receba os nossos principais conteúdos por e-mail