Minas Gerais deve ganhar dois ramais ferroviários

11 de dezembro de 2021 às 0h30

img
A construção de ramais ferroviários, com aportes de R$ 28,5 bilhões, beneficiará diversos municípios mineiros | Crédito: Ricardo Botelho/MInfra

A Petrocity e a Macro Desenvolvimento, que ficarão a cargo da implantação e exploração de dois ramais ferroviários que passam por Minas Gerais, buscarão investidores para a execução dos projetos, autorizados na quinta-feira (9) pelo Ministério da Infraestrutura (MInfra), no âmbito do Programa Nacional Pro Trilhos. A previsão de início de operação dos ramais é no final desta década.

Um deles é a Estrada de Ferro Juscelino Kubitschek (EF-030), que ligará Barra de São Francisco (ES) a Brasília, passando por 34 cidades mineiras. A ferrovia, que terá 1.108 km de extensão, visa transportar produtos do Centro-Oeste do País ao porto-seco de Barra de São Francisco. As principais cargas serão rochas ornamentais, cargas conteinerizadas, madeira, grãos, algodão, toretes de eucalipto, produtos siderúrgicos, minério de ferro e sal-gema.

Segundo o ministério, estão projetados investimentos na ordem de R$ 14,2 bilhões, sendo R$ 13,5 bilhões na construção dos novos trilhos e mais R$ 700 milhões para a manutenção, ao longo do percurso, de seis unidades de transbordo e armazenamento de cargas (Utacs).

As obras ficarão a cargo da construtora Odebrecht, segundo o presidente da Petrocity Ferrovias, José Roberto Barbosa da Silva. “É uma obra para a integração de modais que facilitará o escoamento de diversos produtos, reduzindo custos logísticos. Agora, vamos iniciar os trabalhos de instalação, que tem prazo de dez anos. A Odebrecht vai fazer o projeto de engenharia e construção, nosso pessoal especializado vai cuidar da questão das desapropriações enquanto uma empresa especializada fará a estruturação financeira e captação de recursos”, informou.

Conforme Silva, a Petrocity, por meio da Euromaxx, está em conversa com dois fundos de investimento, não apenas para o ramal autorizado na quinta-feira, mas para outros dois projetos do grupo, que ainda aguardam assinatura de contratos de autorização por parte do governo federal, que junto com a Estrada de Ferro JK vão somar investimentos de R$ 30 bilhões nos próximos dez anos.

É uma estrada de ferro extremamente viável e rentável, com arranjo de ponta para o traçado, relevo favorável, passando por áreas produtivas. Então é um projeto bastante atrativo”, disse.

Sete Lagoas

Já a Macro Desenvolvimento foi autorizada a desenvolver e explorar um trecho de 610 km de extensão que ligará Presidente Kennedy (ES) a Conceição do Mato Dentro e Sete Lagoas. O segmento conecta regiões produtoras mineiras – extração de calcário, mármore, ardósia, argila, areia e produção de ferro-gusa em Sete Lagoas e minério de ferro em Conceição do Mato Dentro – ao Porto Central, em Presidente Kennedy. 

É voltado ao transporte de carga estimada em 26 milhões de toneladas/ano: granéis sólidos e minério de ferro. O investimento será de R$ 14,30 bilhões, segundo o MInfra.

O CEO da Macro Desenvolvimento, Fabrício Cardoso Freitas, explicou que para a fase preliminar do projeto, que são os licenciamentos e desenvolvimento, já há um grupo de investidores consolidado. “Há um grupo de investidores que já faz parte do projeto. Para essa fase de desenvolvimento, a gente vai investir no nosso próprio capital. É uma fase muito preliminar ainda. Agora, para a obra, vamos buscar investidores com certeza. É uma obra muito grande”, informou.

Segundo ele, a ferrovia vem atender à necessidade da intermodalidade. “No Brasil, há carência de estruturas portuárias acessíveis e com porte suficiente para atender às exigências do mercado internacional de commodities em capacidade, porte dos navios e qualidade das estruturas disponibilizadas. Temos no Brasil, a necessidade de construção de modais modernos que suportem o transporte de elevada carga, de forma ágil, eficiente e competitiva, para abastecer a crescente demanda nacional, destinada ao comércio internacional”. 

O prazo total do projeto está estimado em dez anos, sendo quatro de desenvolvimento, engenharia e licenciamento e seis anos de implantação.

Audiência sobre metrô de BH é marcada para dia 23

A audiência pública referente ao projeto de concessão do metrô de Belo Horizonte será promovida pela Secretaria de Estado de Infraestrutura e Mobilidade (Seinfra), em 23 de dezembro, em formato híbrido. Com a definição da data, foi prorrogada a consulta pública do projeto, ampliando para 27 de dezembro o prazo para o envio de sugestões e contribuições.

A sessão presencial será de 13h as 17h, em auditório na Avenida Afonso Pena, 1.316/10º andar, no Centro da capital mineira. A transmissão ao vivo pode ser acompanhada no canal da Seinfra no YouTube.

As informações sobre a concessão e o regulamento com a forma de participação na consulta e na audiência pública estão disponíveis no site da Seinfra e, também, no site da Unidade de PPP do Governo de Minas Gerais. Mais informações podem ser obtidas pelo e-mail concessaometro@infraestrutura.mg.gov.br.

As contribuições recebidas serão analisadas quanto ao seu eventual aproveitamento e o resultado dessa avaliação integrará o Relatório Final da Audiência Pública, que também será disponibilizado nos dois endereços.

Projeto – O escopo do projeto, estruturado pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), e conduzido em parceria com o governo federal, prevê a modernização e a ampliação da Linha 1, além da conclusão da construção da Linha 2, assim como a operação dos serviços por 30 anos.

A iniciativa, inédita, associa a venda da empresa pública federal à concessão dos serviços pelo Estado, com outorga da melhoria, da ampliação, da construção e da operação do metrô da capital mineira. A modelagem tem por objetivo atrair a expertise privada para a ampliação e a operação do sistema de transporte, com mais eficiência e facilidade para acessar tecnologias necessárias à modernização dos serviços. (Agência Minas)

Facebook LinkedIn Twitter YouTube Instagram Telegram

Siga-nos nas redes sociais

Comentários

    Receba novidades no seu e-mail

    Ao preencher e enviar o formulário, você concorda com a nossa Política de Privacidade e Termos de Uso.

    Facebook LinkedIn Twitter YouTube Instagram Telegram

    Siga-nos nas redes sociais

    Fique por dentro!
    Cadastre-se e receba os nossos principais conteúdos por e-mail