Mineira EmCash inicia operações oferecendo crédito coletivo

29 de dezembro de 2020 às 0h10

img
Além de ser uma plataforma de crédito, a EmCash também opera como uma carteira digital, explica Nunes | Crédito: Divulgação/EmCash

Depois de dois longos anos de preparação, a fintech mineira EmCash chegou ao mercado em plena pandemia. Com a autorização do Banco Central (BC) para o início das operações em maio, o primeiro produto a chegar ao consumidor foi o empréstimo peer to peer, conhecido como P2P. Essa é uma modalidade de crédito coletivo que une tomadores de crédito a investidores através de meios digitais, sem uma intervenção de bancos.

De acordo com o sócio-fundador da EmCash, Márcio Nunes, o objetivo da empresa é conectar investidores e tomadores de crédito de forma ágil, simples, segura e 100% digital, oferecendo empréstimo com desconto em folha com uma das menores taxas de juros do mercado.

“A EmCash nasceu como uma spinoff de uma operação consolidada que possui mais de dez anos de experiência no mercado financeiro. Em 2018, começamos a pensar em como levar crédito para as pessoas de uma forma mais simples. Hoje, cerca de 70% do crédito tomado no Brasil está nas mãos de apenas cinco instituições. Essa concentração é um problema. Bem nessa época, o BC emitiu a regulamentação aprovando as fintechs. Estudamos muito bem essa legislação e entendemos qual seria o caminho. Já nascemos digitais e com todo o nível de governança exigido. Foram dois anos desenvolvendo a plataforma e, no finalzinho de 2019, fizemos a conversão para sociedade anônima, como é exigido. Entramos com o pedido no BC e esperamos sete meses pela autorização. No início do ano, começamos a fazer as simulações da operação, inclusive de segurança da informação”, relembra Nunes.

O foco da empresa são os trabalhadores da iniciativa privada. Em Minas Gerais, já tem parcerias com a Audaz, empresa de gestão inteligente do fluxo de mobilidade corporativa e de vale-transporte; e com a BRT, consultoria de BPO de Boutique. Conta também com representações em todas as regiões do Brasil, exceto o Nordeste, e mantém o líder comercial baseado em São Paulo.

Claro que o caos trazido pela pandemia não estava nos planos de negócios da nova empresa antes de março, mas o cenário configurado a partir dali acabou por despertar novas potencialidades do modelo de negócios.

“Começamos a funcionar no auge da confusão. Tivemos que repensar muita coisa. Mas o efeito da política de manutenção dos empregos estabelecida pelo governo federal acabou abrindo uma janela para a EmCash. As pessoas tiveram uma queda na renda, mas continuaram empregadas, então o empréstimo consignado passou a ser uma opção segura e mais barata para elas. Nos posicionamos como um aliado do Recursos Humanos (RH) das empresas. Uma ferramenta para que ele oriente o colaborador para que ele não tome uma dívida cara, como no cartão de crédito ou cheque especial, ou até mesmo recorra ao agiota”, afirma.

Além de ser uma plataforma de crédito, a EmCash também opera como uma carteira digital (e-wallet) com acesso às principais operações do Sistema Financeiro Bancário, onde é possível visualizar o extrato completo das operações, realizar transferência entre usuários, pagamento de boletos e contas com código de barras, resgate via TED e DOC, acesso à conta bancária, além de fazer transferências e pagamentos via QR Code.

O objetivo é que antes do final do primeiro semestre de 2021 a EmCash já passe a oferecer um portfólio completo de produtos bancários, inclusive a abertura de contas digitais. “Nosso plano está relacionado com o nosso propósito de fazer a operação bancária entre os investidores e tomadores de crédito, oferecendo remuneração maior. Vamos aumentar a carteira de tomadores, para atrair investidores, criando nosso próprio fundo”, completa o sócio da EmCash.

Icone whatsapp

O Diário do Comércio está no WhatsApp.
Clique aqui e receba os principais conteúdos!

Facebook LinkedIn Twitter YouTube Instagram Telegram

Siga-nos nas redes sociais

Comentários

    Receba novidades no seu e-mail

    Ao preencher e enviar o formulário, você concorda com a nossa Política de Privacidade e Termos de Uso.

    Facebook LinkedIn Twitter YouTube Instagram Telegram

    Siga-nos nas redes sociais

    Fique por dentro!
    Cadastre-se e receba os nossos principais conteúdos por e-mail