COTAÇÃO DE 19/01/2022

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,4650

VENDA: R$5,4660

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,5000

VENDA: R$5,6270

EURO

COMPRA: R$6,2355

VENDA: R$6,2384

OURO NY

U$1.842,40

OURO BM&F (g)

R$325,08 (g)

BOVESPA

+1,26

POUPANÇA

0,6324%%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Economia exclusivo zCapa

Passos, no Sul de Minas Gerais, vai ganhar parque para a indústria moveleira

COMPARTILHE

" "
Crédito: Diego de Simoni

A cidade de Passos, localizada no Sul de Minas Gerais, terá um parque industrial dos moveleiros. O prefeito Carlos Renato Lima Reis (Renatinho Ourives) sancionou ontem a Lei nº 060, que modifica a zona de expansão urbana do município.

As expectativas são de que o empreendimento gere cerca de 1.500 empregos, de acordo com o prefeito. O local, situado próximo ao aeroporto municipal José Figueiredo, tem 700 mil metros quadrados e oferece, a princípio, 108 lotes.

PUBLICIDADE




“O nosso setor moveleiro é o que mais cresce no município, sendo um dos maiores geradores de emprego e renda. Os itens produzidos são comercializados não somente no Brasil, mas em outros locais, como na África e na Europa”, diz Renatinho Ourives, destacando que o parque é uma grande conquista.

O segmento moveleiro, destaca o prefeito, já é bastante fomentado na cidade – inclusive com feiras dedicadas ao setor e projetos de capacitação. A dedicação relacionada à área, diz o prefeito, faz com que a cidade seja nomeada como a capital nacional dos móveis rústicos.

Marco – O presidente da Associação Comercial e Industrial de Móveis Rústicos (Acimov), Plínio Andrade, destacou que o dia de ontem foi um marco para o setor.

De acordo com ele, Passos tinha essa carência, uma vez que as fábricas do segmento, atualmente, estão em uma área residencial. Ele conta que, hoje, o município tem aproximadamente 200 empresas do setor, sendo que cerca de 100 delas devem ir para o parque industrial.




Outro ganho que deve vir com o novo empreendimento, de acordo com Plínio Andrade, está relacionado à formalização. “O parque industrial moveleiro vai incentivar as empresas a se formalizarem, o que impacta diretamente o desenvolvimento do segmento”, destaca ele.

As estimativas, de acordo com o presidente da Acimov, são de que a formalização atinja cerca de 30% a 40% das empresas informais do setor.

“O parque industrial vai potencializar o trabalho do segmento e mostra que estamos no caminho certo”, conclui Plínio Andrade.

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

CONTEÚDO RELACIONADO

OUTROS CONTEÚDOS

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!