Pouso Alegre vive pujança econômica e atrai investimentos

Após aportes privados de R$ 1 bilhão no ano passado, Executivo municipal espera atrair projetos da mesma ordem neste exercício

27 de janeiro de 2024 às 5h01

img
Segundo o Censo 2021, o PIB de Pouso Alegre está estimado em R$ 10,7 bilhões | Crédito: Divulgação Prefeitura de Pouso Alegre

A combinação de diferenciais competitivos como localização estratégica e ambiente favorável aos negócios, incluindo incentivos e benefícios fiscais, tem elevado cada vez mais o nível de interesse de investidores nacionais e internacionais por Pouso Alegre, no Sul de Minas. Em 2023, a cidade somou cerca de R$ 1 bilhão em investimentos privados efetivados e anunciados e a expectativa é que cifras da mesma ordem sejam formalizados também neste exercício.

A informação é do secretário de Desenvolvimento Econômico de Pouso Alegre, José Carlos Costa. Segundo ele, grande parte das inversões esperadas para este ano deverá vir de fornecedores de indústrias que estão se instalando na região.

“É um movimento que temos observado e até incentivado. Quando chegamos para negociar com as indústrias já pedimos apoio na atração de seus fornecedores. Para a cidade é bom, porque implica em mais desenvolvimento, geração de renda e emprego; e para a empresa, porque reduz os custos e otimiza os processos”, explica.

Isso já tem ocorrido, por exemplo, com a Midea e a XCMG. Com previsão do início das operações para julho, a Midea terá duas linhas produtivas na cidade: uma de refrigeradores e outra de máquinas de lavar, sob investimentos de R$ 600 milhões.

Já a XCMG vai investir R$ 270 milhões em sua unidade localizada em Pouso Alegre. Parte dos recursos será aplicada na criação de uma nova linha de montagem no parque industrial, destinada para caminhões elétricos e máquinas elétricas.

Homens caminhando em frente a tratores
Comitiva do governo de Minas Gerais em visita à fábrica da XCMG, na China | Crédito: Aluísio Eduardo Imprensa MG

Empresas de diferentes setores consultam condições para realizar investimentos em Pouso Alegre

Mas esse movimento não para por aí. Conforme o secretário, há consulta de empresas de diferentes setores para instalação no município. Isso porque Pouso Alegre conta com um parque industrial bastante diversificado, com destaque para os setores alimentício, farmacêutico, de máquinas pesadas, automotivo e de distribuição.

“Muitas empresas anunciadas para Minas Gerais e até mesmo para outros estados, por mais que não tenham se decido por se instalarem aqui (em Pouso Alegre), fizeram algum tipo de consulta conosco”, revela.

E é aí que entra o papel da Pasta liderada por Costa: o de intermediar as negociações entre a empresa e a prefeitura e, até mesmo, com o governo do Estado. “A disputa é enorme e os investidores estão cada vez mais exigentes, por isso, a cidade precisa estar preparada para encantá-los. E Pouso Alegre tem obtido grande sucesso junto aos chineses, indianos e americanos, que encontram aqui ambiente fértil para seus negócios”, explica.

Isso, segundo ele, graças não apenas às características próprias da cidade, como localização geográfica privilegiada, próxima a grandes centros produtores e consumidores do País, e infraestrutura local, mas também por esforços do Executivo para facilitar a concretização dos investimentos e colaborar para o sucesso das operações.

“Somos um hub logístico importante, próximo a cidades com vocação consumidora, e isso também tem sido potencializado Clia – nosso porto seco. Também temos uma boa oferta de mão de obra qualificada e instituições que trabalham para isso, como o Senai (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial). Além disso, estamos iniciando um projeto de hub de inovação, o Pouso Hub, para reter ainda mais esses talentos”, ressalta.

Ações de desburocratização

A desburocratização também é uma preocupação da secretaria. Neste sentido, o município já está integrado à Rede Sim da Junta Comercial do Estado de Minas Gerais (Jucemg) e o objetivo da administração municipal é intensificar a formalização de empresas na cidade. “Estamos tentando até automatizar esse processo, por meio de um convênio com a Jucemg”, adianta.

Prova de que os esforços têm gerado resultados, são os números do Censo 2021 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O levantamento comprovou a força da vocação empresarial da cidade, com um Produto Interno Bruto (PIB) de R$ 10,7 bilhões. Deste total, 80% proveniente da indústria e dos serviços.

Principais investimentos anunciados para Pouso Alegre em 2023

Midea vai investir R$ 600 milhões em uma fábrica com duas linhas produtivas em Pouso Alegre |
Crédito: Thales Souza / Prefeitura de Pouso Alegre
  • Midea
    Sob investimentos de R$ 600 milhões vai construir uma fábrica com duas linhas produtivas: uma de refrigeradores e outra de máquinas de lavar. Antes, estava previsto que, inicialmente, fossem produzidos apenas geladeiras. A expectativa é que sejam gerados aproximadamente 500 postos de trabalho com a fábrica, que trará ainda outros benefícios para o município do Sul de Minas, como um aumento da arrecadação de impostos. O faturamento da unidade, conforme já publicado, deve alcançar algo em torno de R$ 700 milhões a R$ 1 bilhão em um horizonte de cinco anos de pleno funcionamento.
  • União Química
    A União Química Farmacêutica vai investir cerca de R$ 200 milhões na ampliação de sua unidade localizada na cidade em vistas de atender o mercado asiático. A previsão é que 200 novos colaboradores sejam contratados para a operação que terá capacidade produtiva total de 30 milhões de unidades por mês.
  • General Mills
    A transferência das operações da General Mills, proprietária no Brasil das marcas Yoki, Kitano e Häagen Dazs, de Cambará (PR) para Pouso Alegre vai demandar aportes de R$ 300 milhões. Os investimentos serão destinados às adequações do complexo fabril para receber a fabricação de produtos derivados de mandioca, batata e amendoim. Serão gerados cerca de 300 empregos.
  • XCMG
    Em novembro de 2023, a XCMG anunciou investimentos de R$ 270 milhões na fábrica da cidade, que existe desde 2014. Parte dos recursos será aplicada na criação de uma nova linha de montagem no parque industrial, destinada para caminhões elétricos e máquinas elétricas. A expansão da empresa deve gerar 150 postos de trabalho diretos e permanentes em Pouso Alegre e região.
Com os investimentos, XCMG deve desenvolver máquinas e caminhões elétricos e híbridos | Crédito: Divulgação/Governo de Minas

Facebook LinkedIn Twitter YouTube Instagram Telegram

Siga-nos nas redes sociais

Comentários

    Receba novidades no seu e-mail

    Ao preencher e enviar o formulário, você concorda com a nossa Política de Privacidade e Termos de Uso.

    Facebook LinkedIn Twitter YouTube Instagram Telegram

    Siga-nos nas redes sociais

    Fique por dentro!
    Cadastre-se e receba os nossos principais conteúdos por e-mail