Restrição ao crédito impacta as vendas

Em Minas, emplacamentos recuam 4,75% em maio

3 de junho de 2023 às 0h24

img
Em Belo Horizonte, queda nos emplacamentos foi de 17,87% em maio frente ao mês de abril

Em Minas Gerais, a maior restrição de crédito e a queda no poder de compra dos consumidores impactaram de forma negativa as vendas de veículos novos em maio. Mesmo com quatro dias úteis a mais que em abril, os emplacamentos recuaram 4,75% na comparação de maio com o mês imediatamente anterior. Frente ao quinto mês de 2022, a diminuição das vendas dos veículos novos foi ainda maior, 19,09%. Ao longo de maio, foram emplacadas 46.987 mil unidades em Minas Gerais.
Apesar do resultado mensal negativo, no acumulado do ano, os emplacamentos cresceram 9,61% e somaram 233.306 unidades no Estado.

Em Belo Horizonte, foram 26.663 veículos emplacados ao longo de maio, o que representou uma queda de 17,87% frente a abril e de 32,72% frente ao quinto mês de 2022. No acumulado do ano, o resultado ainda é positivo, com aumento de 4,82% e 143.056 novas unidades vendidas.

Para junho, as estimativas são de nova queda nos resultados. Segundo a Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave) a retração é esperada por conta de o consumidor estar em “compasso de espera” pelo projeto do governo federal que promete reduzir o preço dos veículos.
Em nota, o presidente da Fenabrave, Andreta Jr, explicou que, no fechamento de maio, o setor ainda não tinha sentido os reflexos da espera do consumidor pelos incentivos prometidos pelo governo federal para acelerar as vendas de automóveis comerciais leves.

Segundo ele, a retração pode ser atribuída à restrição de crédito e à queda no poder de compra do consumidor. “Ainda não houve tempo para sentirmos o efeito dos cancelamentos de compras de consumidores, que estão à espera da redução de impostos sobre o preço dos carros, pois o anúncio do governo foi feito no dia 25 de maio, portanto, a poucos dias do encerramento do mês. Como há um certo intervalo entre a data da compra do carro e seu registro, devemos sentir uma maior retração nos emplacamentos apenas nos primeiros dias de junho”, disse.

Na nota, o presidente da Fenabrave pede agilidade por parte do governo na implantação e anúncio das medidas, uma vez que o mercado tende a travar à espera do benefício. Segundo ele, já estão sendo registrados relatos por parte dos filiados à Fenabrave de paralisação nas vendas, por conta de o consumidor estar em “compasso de espera” pelo projeto do governo. “Essa é uma situação muito difícil, pois, além das metas, estabelecidas pelas montadoras, as concessionárias no País têm compromisso com mais de 310 mil colaboradores diretos”, cobrou.

Emplacamentos

Com o mercado enfraquecido, em Minas Gerais, no quinto mês de 2023, quando foram vendidos 46.987 veículos novos e registrada diminuição de 4,75%, o segmento de automóveis foi o mais afetado. Em maio frente a abril, a retração foi de 17,08%, com a venda dos automóveis caindo de 30.363 para 25.176.

Nas demais categorias, foi registrada alta nas vendas. Em ônibus, a elevação ficou em 40,16%, com 342 unidades emplacadas. As vendas de caminhões, 947, subiram 12,47.

O resultado mensal fez com que o Estado totalizasse 233.306 unidades vendidas no acumulado dos cinco primeiros meses do ano. Em relação ao mesmo período de 2022, quando foram emplacados 212.857 veículos, a alta foi de 9,61%.

A categoria com melhor desempenho anual também foi a de ônibus, com elevação de 85,77% e 1.553 unidades emplacadas. A venda de automóveis ficou 7,07% maior e encerrou os primeiros cinco meses do ano com 134.673 unidades.

Na comparação com maio de 2022, a retração estadual de 19,09%, é resultado da queda expressiva vista nas vendas de automóveis e comerciais leves, que ficaram 25,09%e 38,67% menores. Em caminhões o volume foi reduzido em 39,68%.Já as vendas de ônibus cresceram 64,42% no Estado.

Tags:
Facebook LinkedIn Twitter YouTube Instagram Telegram

Siga-nos nas redes sociais

Comentários

    Receba novidades no seu e-mail

    Ao preencher e enviar o formulário, você concorda com a nossa Política de Privacidade e Termos de Uso.

    Facebook LinkedIn Twitter YouTube Instagram Telegram

    Siga-nos nas redes sociais

    Fique por dentro!
    Cadastre-se e receba os nossos principais conteúdos por e-mail