Tambasa planeja investimentos de R$ 700 milhões em expansão

29 de julho de 2021 às 0h30

img
Com o projeto de expansão, a capacidade de armazenamento da Tambasa saltará de 100 mil para 400 mil paletes | Crédito: Galpão

A Tecidos e Armarinhos Miguel Bartolomeu S/A (Tambasa Atacadista), sediada em Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH), está desenvolvendo um projeto para a expansão do grupo nos próximos 15 anos. O objetivo é ampliar a capacidade para o crescimento da empresa, da variedade e quantidade de produtos e do mercado atendido.

A estimativa inicial do projeto é investir cerca de R$ 700 milhões na construção de galpões que vão ampliar a capacidade de armazenamento dos atuais 100 mil paletes para 400 mil paletes. A Tambasa está em pleno crescimento e deve encerrar o ano com um faturamento de R$ 5 bilhões, ante R$ 4,413 bilhões registrados em 2020.

O projeto de expansão, que contempla a construção de três galpões, será implantado no complexo da empresa em Contagem, onde já estão localizados dois galpões. A Tambasa recebeu proposta para investir na Bahia, mas ainda prefere implantar o projeto na RMBH. O início das obras só depende da aprovação de projetos, que já estão há seis meses na Prefeitura de Contagem.

De acordo com o diretor de Vendas e de TI da Tambasa, Alberto Portugal Milward de Azevedo, a construção dos galpões será feita de forma gradual ao longo dos próximos anos e o avanço dependerá do cenário. 

“Estamos com um projeto para construção de três galpões. Fizemos um planejamento para o futuro da empresa, que será desenvolvido ao longo dos próximos 15 anos. Nosso objetivo é quadruplicar a Tambasa. Hoje temos uma capacidade de 100 mil paletes e pretendemos expandir para 400 mil”, explicou Portugal.

Hoje a empresa conta com dois galpões. Um com 60 mil metros quadrados, voltado para produtos inteiros, e o segundo, que é totalmente robotizado, é voltado para produtos fracionados. A capacidade dos dois é de 100 mil paletes. 

Projeto 

Na primeira etapa das obras, serão construídos dois galpões. O primeiro galpão, segundo Portugal, será totalmente inovador. A unidade de armazenamento terá dois pisos com 45 mil metros quadrados cada e uma capacidade total de 100 mil paletes. Cada piso terá 15 metros de altura.

“Somente com a construção deste primeiro galpão, iremos dobrar nossa capacidade”. 

Em anexo ao primeiro galpão que será construído, o plano prevê a implantação de mais uma unidade de armazenamento, cujo tamanho será de 13 mil metros quadrados e 40 metros de altura. A capacidade é de 100 mil paletes.

“É uma construção extremamente compactada e toda robotizada. Agora, vamos trazer tecnologia para robotizar produtos inteiros”.

O terceiro galpão também terá 40 metros de altura, 13 mil metros quadrados de área e com capacidade de mais 100 mil paletes. No projeto ainda estão previstas duas unidades complementares com 25 mil metros quadrados cada. 

“Hoje, temos uma capacidade de 100 mil paletes e no final do planejamento teremos  400 mil paletes. Estamos fazendo a planificação para quadruplicar de valor. Uma regra de três simples, com dados de hoje, se a empresa vai faturar R$ 5 bilhões em 2021, vamos aumentar o valor para R$ 20 bilhões”, disse Portugal.

O desempenho da Tambasa tem sido positivo. Com um mix de produtos variados e atendendo muitos mercados no País inteiro, a empresa encerrou 2020 com alta de 31% no faturamento, ante uma previsão de alta de 10,5%. Para este ano, é esperada nova alta e um faturamento de R$ 5 bilhões. 

Facebook LinkedIn Twitter YouTube Instagram Telegram

Siga-nos nas redes sociais

Comentários

    Receba novidades no seu e-mail

    Ao preencher e enviar o formulário, você concorda com a nossa Política de Privacidade e Termos de Uso.

    Facebook LinkedIn Twitter YouTube Instagram Telegram

    Siga-nos nas redes sociais

    Fique por dentro!
    Cadastre-se e receba os nossos principais conteúdos por e-mail