COTAÇÃO DE 04/05/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,4300

VENDA: R$5,4310

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,4170

VENDA: R$5,5930

EURO

COMPRA: R$6,5464

VENDA: R$6,5493

OURO NY

U$1.779,24

OURO BM&F (g)

R$311,42 (g)

BOVESPA

-1,26

POUPANÇA

0,1590%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Economia
Crédito: REUTERS/Jean-Paul Pelissier

Uberlândia, no Triângulo Mineiro, continua atraindo uma série de investimentos privados. Dessa vez, a Alsol Energias Renováveis, recentemente adquirida pela Energisa, vai investir R$ 40 milhões em projetos de geração distribuída na cidade. Serão construídos dois parques solares com potência de injeção de 5 mil kW cada. A energia gerada será direcionada para empresas do município e região.

De acordo com a Alsol, a construção começará imediatamente com previsão de conclusão para dezembro. Vale destacar que além dos benefícios para o sistema elétrico local, como a redução no carregamento das redes, a construção dos parques solares vai gerar cerca de 130 empregos em cada planta.

PUBLICIDADE

Com 17.820 placas fotovoltaicas em um terreno de 83 mil metros quadrados, o primeiro parque terá uma potência fotovoltaica de 5.880,60 kWp. Já o segundo terá 18.444 placas, em uma área de 87 mil metros quadrados, com potência de 6.086,52 kWp.

“Para se ter uma ideia, cada usina produzirá energia suficiente para abastecer o equivalente a 2.450 casas e, com as duas usinas, mais de 10 mil toneladas de gás carbônico deixarão de ser emitidas na atmosfera ao ano”, destacou o fundador da Alsol Gustavo Malagoli.

Já o prefeito da cidade Odelmo Leão ressaltou que o anúncio, além de representar o compromisso da empresa com o desenvolvimento sustentável e tecnológico da cidade, proporcionará benefícios em vários segmentos sociais.

“Para nós, é uma grande satisfação contar com investimentos desse porte, pois se traduzem em geração de emprego, de renda e no aquecimento da economia local, questões prioritárias de nossa gestão”, disse.

Uberlândia ocupa, hoje, o primeiro lugar no ranking de instalações de energia fotovoltaica no Brasil, com 12.554,0 kW. A Alsol é responsável por 75% dessas instalações. Conforme Malagoli, a primeira instalação fotovoltaica enquadrada no sistema de compensação da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) no Brasil foi feita em na cidade, em 2012, sob sua responsabilidade técnica.

“De lá para cá, esse número aumentou vertiginosamente a ponto de hoje a cidade liderar o ranking do País. Para nós, é motivo de muito orgulho protagonizar essa trajetória e esperamos um crescimento ainda maior daqui para frente. Com estes dois parques, a capacidade instalada na cidade irá praticamente dobrar”, revelou o executivo.

Acelerada – A Alsol é uma empresa 100% brasileira, acelerada pelo grupo Algar desde 2015, especializada em geração distribuída utilizando diferentes fontes renováveis. Atualmente possui mais de 500 projetos em funcionamento, totalizando aproximadamente 25 MWp de sistemas fotovoltaicos em operação, além de 2,0 MW de biogás. Está presente em 12 estados brasileiros, gerando energia limpa e distribuída.

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

CONTEÚDO RELACIONADO

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!