UFMG agora é sede de 17 Institutos Nacionais de Ciência e Tecnologia

Os novos institutos que ingressaram na UFMG tratam de áreas do conhecimento tão diversas quanto patrimônio cultural, bioinformática, substâncias psicoativas e políticas públicas

29 de janeiro de 2024 às 11h21

img
Crédito: Adobe Stock

A Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) conseguiu aprovar mais seis Institutos Nacionais de Ciência e Tecnologia (INCTs) no fim de 2023 e agora é sede de 17 INCTs. O balanço foi divulgado na sexta-feira (26).

Os INCTs são grandes projetos de pesquisa de longo prazo em redes nacionais e/ou internacionais de cooperação científica, que geram conhecimentos para áreas estratégicas da economia, além de reunir diversas instituições e pesquisadores com formação acadêmica diversificada, em uma infraestrutura de pesquisa de alto nível.

O pró-reitor de Pesquisa da UFMG, Fernando Marcos dos Reis, explica que os projetos dos INCTs duram cerca de cinco anos e podem ser prorrogados. Ele acrescenta que o prazo de financiamento é maior que o normalmente observado em outras iniciativas financiadas pelo governo federal, o que possibilita que as pesquisas tenham maior duração e, consequentemente, alcancem melhores resultados. 

Para Reis, sediar 17 INCTs põe a UFMG em destaque no cenário da pesquisa nacional. Ao investir em pesquisas de ponta, o Estado não apenas fortalece sua base científica, mas também cria condições para a formação de parcerias estratégicas entre instituições acadêmicas, setor privado e órgãos governamentais. 

“No caso da UFMG, sediar um INCT significa muito, pois são projetos de fôlego que oferecem condições para montar uma infraestrutura avançada e produzir conhecimento de ponta, contando com tudo que é necessário: equipamentos, insumos e bolsas para estudantes. É também uma prova da liderança e da excelência da pesquisa feita aqui na Universidade”, disse ele.

A colaboração impulsiona a competitividade do País em setores-chave, como ciências da saúde, tecnologia da informação e energias renováveis, tornando-o mais atraente para investidores nacionais e estrangeiros interessados em contribuir para a inovação e o progresso econômico sustentável.

Conheça os INCTs sediados na UFMG

Os novos institutos que ingressaram na UFMG tratam de áreas do conhecimento tão diversas quanto patrimônio cultural, bioinformática, substâncias psicoativas e políticas públicas.

Confira, a seguir, a lista completa das 17 INCTs que existem na UFMG atualmente.

  1. Leveduras: biodiversidade, preservação e inovações biotecnológicas, coordenado por Carlos Augusto Rosa
  2. Venenos e antivenenos: Inovatox, coordenado por Carlos Delfin Chávez Olórtegui
  3. POX, sob a coordenação de Erna Geessien Kroon
  4. Biodiversidade, coordenado por Geraldo Wilson Afonso Fernandes
  5. Neurotecnologia responsável, coordenado por Marco Aurélio Romano Silva
  6. Nanobiofar, sob a coordenação de Robson Augusto Souza dos Santos
  7. Estações de tratamento de esgoto sustentáveis, coordenado por César Rossas Mota Filho
  8. Nanoestruturas de carbono, coordenado por Helio Chacham
  9. Instituto da democracia e da democratização da comunicação, coordenado por Leonardo Avritzer
  10. Dengue e interação microorganismo-hospedeiro, sob a coordenação de Mauro Martins Teixeira
  11. Midas – Tecnologias ambientais, coordenado por Rochel Montero Lago
  12. Pesquisa em história natural, patrimônio cultural, artes, sustentabilidade e território, coordenado pelo Fabrício Rodrigues dos Santos
  13. Ancestralidade genômica, doenças e bioinformática no Brasil, coordenado por Eduardo Martín Tarazona Santos 
  14. Infraestruturas quântica e nano para aplicações convergentes, sob a coordenação de Gilberto Medeiros Ribeiro
  15. Substâncias psicoativas, sob a coordenação de Rodinei Augusti
  16. Inibidores de urease de interesse agrícola e medicinal, coordenado por Ângelo de Fátima 
  17. Políticas públicas e profissão docente, coordenado por Dalila Andrade Oliveira

*Estagiária sob supervisão da edição

Facebook LinkedIn Twitter YouTube Instagram Telegram

Siga-nos nas redes sociais

Comentários

    Receba novidades no seu e-mail

    Ao preencher e enviar o formulário, você concorda com a nossa Política de Privacidade e Termos de Uso.

    Facebook LinkedIn Twitter YouTube Instagram Telegram

    Siga-nos nas redes sociais

    Fique por dentro!
    Cadastre-se e receba os nossos principais conteúdos por e-mail