Vendas de veículos usados têm queda de 31,7% em MG

12 de fevereiro de 2022 às 0h29

img
No Brasil, as vendas de usados totalizaram 842.118 unidades | FOTO: CHARLES SILVA DUARTE

A maior cautela do consumidor em relação à economia e as diversas despesas e impostos cobrados em janeiro fizeram com que a venda de veículos usados caísse em Minas Gerais e no Brasil.  De acordo com o levantamento da  Federação Nacional das Associações dos Revendedores de Veículos Automotores (Fenauto), em janeiro, foram comercializadas 100.951 unidades no Estado, queda de  31,7% frente a dezembro e 12,7% na comparação com igual mês de 2021.  As estimativas em relação ao mercado são cautelosas e o ano é considerado desafiador. Fatores como a inflação e os juros altos combinados com a crise sanitária do Covid-19 trazem insegurança ao setor.

Assim como em Minas Gerais, no Brasil, o relatório da Fenauto mostra uma queda, em comparação ao mês de dezembro, de 29,9%, sendo comercializados, em janeiro, 842.118 unidades, contra 1.201.600 no último mês do ano passado.

Em nota, o presidente da Fenauto, Enilson Sales, explica que a queda nas vendas de veículos usados em janeiro é resultado de uma maior cautela dos consumidores em relação à economia. A Federação já havia ressaltado que o aumento dos compromissos com impostos e outras despesas, comuns no começo de ano, poderiam influenciar e fazer oscilar os índices de confiança do consumidor na economia, o que poderia afetar as vendas neste princípio de 2022.

Sales estima 2022 como um ano bem desafiador. “Temos ainda uma certa insegurança sobre como se comportará a crise sanitária do Covid-19, com a possibilidade de novos repiques que podem influenciar o comportamento do consumidor. Além disso, temos preocupações com o aumento da inflação, as oscilações do câmbio e, para concluir, um ano eleitoral, que sempre mexe com o humor da economia. Por isso, continuamos com uma certa cautela otimista para 2022”, disse.

Balanço 

Ao longo do primeiro mês de 2022, a venda de seminovos, carros com até três anos de uso, apresentou queda de 20,1% se comparado com dezembro. As vendas somaram 14.742 unidades. No confronto com janeiro de 2021, a comercialização ficou 10,4% inferior. 

Queda também na comercialização de automóveis de quatro a oito anos. No segmento, a redução chegou a  26,8% frente a dezembro, com as vendas totalizando 24.731 unidades. O resultado ficou 25,7% menor se comparado com o mesmo mês do ano anterior.

Os carros com idade entre nove e 12 anos apresentaram retração nas vendas de 31,3% em janeiro na comparação com o mês imediatamente anterior, somando 24.693 veículos comercializados. Queda de 14,5% também foi verificada se comparado com janeiro de 2021, quando foram vendidas 28.891 unidades.

Na categoria de carros acima de 13 anos foram vendidos 36.785 automóveis, representando uma retração de 38,3% quando comparada com o último mês de 2021. Frente a janeiro do ano passado, as vendas ficaram 0,7% menores, já que no período foram comercializados 37.030 veículos. 

Dentre os modelos mais vendidos de automóveis, destaque para o Gol, com 6.761 unidades e respondendo por 11,25% do total. Em seguida veio o Uno com 4.992 e 8,31% de participação. Em terceiro o Palio, representando 8,04%do total com  4.829 unidades. 

Facebook LinkedIn Twitter YouTube Instagram Telegram

Siga-nos nas redes sociais

Comentários

    Receba novidades no seu e-mail

    Ao preencher e enviar o formulário, você concorda com a nossa Política de Privacidade e Termos de Uso.

    Facebook LinkedIn Twitter YouTube Instagram Telegram

    Siga-nos nas redes sociais

    Fique por dentro!
    Cadastre-se e receba os nossos principais conteúdos por e-mail