Vendas de repelentes e inseticidas fecham 2023 em alta com aumento de casos de dengue

O aumento dos casos da doença transmitida pelo mosquito Aedes aegypti se agravou ainda mais nas primeiras semanas de 2024

9 de fevereiro de 2024 às 12h02

img
Crédito: REUTERS/Ueslei Marcelino

São Paulo – Em meio ao aumento dos casos de dengue, que tem se acentuado no início de 2024, as vendas de repelentes e inseticidas registraram forte alta em 2023 na comparação com o ano anterior, de acordo com dados da consultoria Kantar, divulgados nesta sexta-feira (9).

De acordo com estudo da consultoria, empresa de dados e análises de mercado, o volume de unidades de repelente registrou alta de 27% em 2023 na comparação com o ano anterior. Já as vendas de inseticidas fecharam o ano passado com o maior volume de unidades vendidas em cinco anos, chegando a 131,8 milhões de unidades.

A pesquisa realizada pela Kantar foi realizada em 11.300 domicílios de todas as regiões e classes sociais do país.

O aumento dos casos de dengue, doença transmitida pelo mosquito Aedes aegypti, se agravou no país nas primeiras semanas de 2024, com o Ministério da Saúde informando ao menos 40 mortes e 364,8 mil casos prováveis, quase quadruplicando o número de pessoas afetadas em relação ao mesmo período de 2023.

Em pronunciamento nacional no rádio e na TV na noite de terça, a ministra da Saúde disse que a situação de emergência da dengue exige “ações adicionais” dos entes federativos e da população. Ela anunciou a ampliação para 1,5 bilhão de reais de repasses de recursos a Estados e municípios – a pasta já havia entregue 256 milhões de reais.

Nísia destacou ainda a instalação do centro emergencial para coordenar operações de combate à dengue com os demais entes regionais. Estados também têm adotado medidas de reforço, como São Paulo, que criou um centro específico.

Tags:
Facebook LinkedIn Twitter YouTube Instagram Telegram

Siga-nos nas redes sociais

Comentários

    Receba novidades no seu e-mail

    Ao preencher e enviar o formulário, você concorda com a nossa Política de Privacidade e Termos de Uso.

    Facebook LinkedIn Twitter YouTube Instagram Telegram

    Siga-nos nas redes sociais

    Fique por dentro!
    Cadastre-se e receba os nossos principais conteúdos por e-mail