COTAÇÃO DE 23/05/2022

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$4,8040

VENDA: R$4,8050

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$4,8800

VENDA: R$4,9820

EURO

COMPRA: R$5,1166

VENDA: R$5,1182

OURO NY

U$1.853,34`��

OURO BM&F (g)

R$285,51 (g)

BOVESPA

+1,71

POUPANÇA

0,6084%

OFERECIMENTO

Empreendedorismo Feminino Especial

EMPREENDEDORISMO FEMININO | Cresce o número de mulheres empreendedoras em MG

COMPARTILHE

Crédito: Divulgação

O Dia do Empreendedorismo Feminino é comemorado no dia 19 de novembro. A data foi escolhida pela Organização das Nações Unidas (ONU), com o objetivo de incentivar as mulheres que querem empreender.

Segundo dados divulgados pelo Sebrae, mais da metade dos novos empreendimentos abertos no Brasil nos últimos anos foram fundados por mulheres. Uma das regiões que tem conquistado cada vez mais espaço quando o assunto é empreendedorismo feminino é Minas Gerais.

PUBLICIDADE




De acordo com um estudo feito pela entidade, as mineiras representam 46,8% dos Microempreendedores Individuais do estado e já somam mais de 344,5 mil empreendedoras. Elas representam a maioria (51%) dos empreendedores mineiros à frente de negócios com até 3,5 anos e estão mais concentradas nos setores de serviço e comércio.

Engana-se quem pensa que elas só estão investindo em setores como beleza ou alimentação. As mineiras querem inovar e estão buscando áreas que até então eram mais exploradas pelos homens.

A empresária Thaís Mundim, de 26 anos, se formou em Publicidade e Propaganda e em Relações Públicas em 2015, em Uberlândia, e não estava muito satisfeita com a área.

Em busca de uma nova vida, decidiu voltar para sua cidade natal, Patos de Minas, onde também morava seu namorado. Na época, ele fundou uma distribuidora de Chopp Ashby, e por conta do conhecimento que ela tinha na área, decidiu cuidar do marketing do negócio com apenas 22 anos.

PUBLICIDADE




“Apesar de só cuidar do marketing, eu sempre prestava atenção em tudo, como era o trabalho, como funcionavam os equipamentos, (chopeiras, barris, cilindros, válvulas, etc) a rotina, enfim, fui tomando gosto pela área da distribuição e mais ainda por cerveja”, explica Thaís.

Ela gostou tanto que desde o início de 2018, assumiu o comando do negócio, enquanto o marido abriu outra empresa. “Por conta da minha idade e por eu ser mulher, muitas pessoas acabam desdenhando da minha capacidade e pensam que eu não entendo nada sobre o assunto, mas essa impressão logo acaba quando percebem que eu tenho conhecimento no assunto e experiência”, afirma a empresária.

A expectativa é alta nessa época do ano, já que no verão e nas férias cresce o número de pedidos. Como a Ashby é uma marca de cervejas especiais e os brasileiros agora buscam qualidade ao invés de quantidade, isso costuma ser um diferencial para conseguir vender mais e se destacar entre as marcas tradicionais do mercado.

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

OUTROS CONTEÚDOS

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!