BNDES aprova até R$ 100 milhões

O ETF apresenta vantagens para o investidor quando comparado aos fundos de investimento tradicionais

23 de janeiro de 2024 às 21h41

img
Crédito: Adobe Stock

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) aprovou a aquisição de cotas do fundo de índice (Exchange Traded Fund, ETF, na sigla em inglês) BB ETF Índice Diversidade B3 Investimento Sustentável (BB ETF IDiversa B3 IS).

Com aporte inicial de R$ 37 milhões, o investimento da instituição financeira, por meio de seu braço de participações, a BNDESPar, poderá chegar a R$ 100 milhões no BB ETF IDiversa B3 IS até outubro deste ano, tendo sua participação limitada a 50% do total das cotas do fundo.

“Este aporte do BNDES é o primeiro passo da retomada de investimentos pela BNDESPar para o desenvolvimento do mercado de capitais brasileiro de ETFs e a ampliação do acesso pelas pessoas físicas a este tipo de produto por meio de métodos mais inovadores e sustentáveis”, destaca a diretora de mercado de capitais e finanças Sustentáveis do BNDES, Natália Dias.

Ela avalia que a entrada da BNDESPar também pode estimular a adesão de mais investidores e o fortalecimento da pauta de diversidade no mercado financeiro.

A partir de março de 2024, estão previstos novos investimentos com a conclusão do processo de revisão da estratégia de atuação da BNDESPAR, com adoção dos pilares de apoio a políticas públicas, bem como eficiência na gestão de carteira e desenvolvimento do mercado de capitais brasileiro.

Vantagens

De acordo com o banco, o ETF apresenta vantagens para o investidor quando comparado aos fundos de investimento tradicionais, pois é mais simples e menos oneroso por oferecer diversificação por meio de um único investimento em uma cesta de ativos que compõem índices, como é o caso do IDiversa B3.

Outro ponto positivo é que quem investe também pode contar com maior liquidez, já que as cotas de ETFs são negociadas na bolsa de valores diariamente. Logo não há necessidade de aguardar períodos longos de resgate, como ocorre nos fundos tradicionais.

A transparência é outro aspecto do fundo. Por refletir um índice de mercado, é possível saber qual a composição do ETF a qualquer momento.

Objetivo

Lançado em outubro de 2023 pela BB Asset, o fundo atrelado ao índice IDiversa B3 tem como objetivo tornar os indicadores de diversidade visíveis e tangíveis para o mercado e gerar comparabilidade no desempenho das empresas.

Identificado pelo ticker DVER11, o fundo é voltado a investidores pessoas físicas e institucionais, como asset managers, hedge funds, mesas proprietárias e fundos de pensão.

Facebook LinkedIn Twitter YouTube Instagram Telegram

Siga-nos nas redes sociais

Comentários

    Receba novidades no seu e-mail

    Ao preencher e enviar o formulário, você concorda com a nossa Política de Privacidade e Termos de Uso.

    Facebook LinkedIn Twitter YouTube Instagram Telegram

    Siga-nos nas redes sociais

    Fique por dentro!
    Cadastre-se e receba os nossos principais conteúdos por e-mail