Fintech mineira é autorizada a ativar o ITP-PIX

15 de dezembro de 2022 às 0h25

img
Crédito: Adobe Stock

A fintech mineira U4C acaba de ser aprovada para ativar o serviço de Iniciação de Transações de Pagamento – ITP PIX, no contexto do Open Finance Brasil. A empresa cumpriu com sucesso todas as fases pela Estrutura do Open Finance Brasil, em parceria com a fintech Iniciador.  Hoje, somente 15 instituições no País estão aptas a atuar nessa frente.

“Somos um hub de soluções PIX , principalmente em relação a ITP. E veja que interessante: entre as 15 instituições em operação plena de ITP, apenas quatro possuem, atualmente, o desenho para atuar como uma hub de serviços. Também somos a única fintech que oferece contas digitais White-label ofertando o serviço de ITP”, comemora o CEO, Túlio Iannini.

O empresário explica que, a partir de agora, os clientes B2B, ou seja, aqueles que oferecem a Conta Digital com a marca própria, poderão oferecer mais esse serviço ao mercado. “Trata-se de um grande diferencial a ser explorado, pois ainda pouquíssimas empresas conseguem oferecer esse tipo de serviço”, comemora. Segundo ele, hoje existem 63 IPs autorizadas pelo Banco Central e apenas três estão atuando em operação plena.

Compartilhamento de dados – Antes chamado de Open Banking, o Open Finance permite que os clientes das instituições financeiras, de pagamentos e outras autorizadas a funcionar no Brasil pelo Banco Central, autorizem o compartilhamento de seus dados com outras instituições com as quais desejam contratar crédito, investimentos ou apenas centralizar, em um só aplicativo, as diversas movimentações financeiras que possuem em diferentes bancos.

“O open finance faz parte do movimento de modernização do sistema financeiro iniciado há alguns anos no País e que levou ao lançamento do PIX  em 2020”, explica Iannini.

A expectativa do CEO é de iniciar a oferta para as empresas parceiras ainda este mês. “Estamos vendo um crescimento acelerado no número de pagamentos via PIX . Em abril deste ano, chegou a 11,5% no comércio eletrônico – frente aos 2,6% dos pedidos no comércio eletrônico no mesmo período do ano passado -, alcançando marca histórica desde a implementação do meio de pagamento instantâneo, em novembro de 2020”, diz o empresário.

A participação do PIX  em faturamento também segue em alta no varejo digital e representou 4% do faturamento total, no mesmo mês. O maior índice de 2022 e segundo maior da história, ficando somente atrás de dezembro de 2021, que apontou 4,2% – impulsionado pelas compras de Natal e fim de ano.

“Hoje, as operações por PIX  no comércio eletrônico são realizadas por meio de leitura de QRCode com o recurso Copia e Cola. Com as operações de ITP, as compras ficarão bem mais amigáveis, levando a tendência de ser o padrão para as compras online”, ressalta Iannini. Segundo ele, um estudo realizado pela ConQuist Consultoria mostra que 71% dos brasileiros preferem fazer a compra de um produto ou contratar um serviço pelo website da empresa, depois da chegada da Covid-19. Antes, esse percentual era de 53%, representando um crescimento de 18%.

O CEO da U4C destaca ainda que a fintech pretende figurar entre as primeiras em volume de operações de ITP e, para isso, abriu uma nova oportunidade para investidores que desejam aproveitar essa fase do mercado e da empresa.

Icone whatsapp

O Diário do Comércio está no WhatsApp.
Clique aqui e receba os principais conteúdos!

Tags:
Facebook LinkedIn Twitter YouTube Instagram Telegram

Siga-nos nas redes sociais

Comentários

    Receba novidades no seu e-mail

    Ao preencher e enviar o formulário, você concorda com a nossa Política de Privacidade e Termos de Uso.

    Facebook LinkedIn Twitter YouTube Instagram Telegram

    Siga-nos nas redes sociais

    Fique por dentro!
    Cadastre-se e receba os nossos principais conteúdos por e-mail