COTAÇÃO DE 01/12/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,6700

VENDA: R$5,6710

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,6870

VENDA: R$5,8270

EURO

COMPRA: R$6,3654

VENDA: R$6,3672

OURO NY

U$1.779,55

OURO BM&F (g)

R$322,58 (g)

BOVESPA

-1,12

POUPANÇA

0,4412%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Movimento Minas 2032

Minas Shopping é certificado por uso de energia renovável

COMPARTILHE

Iniciativa do Minas é um passo importante para reduzir as emissões de CO2 no meio ambiente | Crédito: Fábio Ortolan

O Minas Shopping, centro de compras localizado na capital mineira, recebeu, neste mês, uma certificação pela utilização de energia limpa, que valida a fonte utilizada e calcula a redução de gás carbônico (CO2) no meio ambiente.

O Certificado de Energia Renovável foi concedido pela Comerc Energia, que, desde 2011, em parceria com a Consultoria Sinerconsult, emite o selo para os clientes que estão no mercado livre de energia e consomem energia de fontes renováveis. O certificado quantifica a redução da emissão de gases de efeito estufa e quanto isso representa em número de árvores.

PUBLICIDADE

Além do Minas Shopping, outros 11 empreendimentos administrados pela AD Shopping, maior administradora independente de shopping centers do País, receberam a chancela da Comerc Energia. Para o CEO do Grupo AD, Helcio Povoa, os certificados reconhecem as iniciativas de utilização de energia limpa pelos shopping centers para uma agenda mais sustentável e comprometida com o meio ambiente, colocando-os em conformidade com alguns dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU (ODS).

De acordo com o gerente geral do Minas Shopping, Fábio Freitas, um dos compromissos do empreendimento é com a sustentabilidade. “Estamos sempre em busca de iniciativas que incentivem a preservação ao meio ambiente e o primeiro passo é fazer o ‘dever de casa’, começando de dentro para fora. Essa atitude, sem dúvida, é um passo importante para reduzir as emissões de CO2 no meio ambiente, contribuindo, assim, para a diminuição do efeito estufa”, destaca.

A AD Shopping também recebeu o Certificado Internacional REC Standard (I-REC) em oito dos empreendimentos que administra. O selo reconhece que 100% da energia consumida pelos shopping centers são provenientes de fontes renováveis, como eólica, e juntos representam o plantio de mais de 25 mil árvores e redução de 3.651 toneladas de emissão de carbono. A certificação I-REC demonstra o compromisso das empresas com uma conduta sustentável para a contribuição da redução de emissão de gases de efeito estufa e tem equivalência aos créditos de carbono.

“Esse reconhecimento confirma o quanto nossos empreendimentos estão comprometidos com o meio ambiente e para uma atitude de um futuro mais sustentável, além de valorizar os ativos. Os resultados aqui consolidados podem ser utilizados como parte das iniciativas relacionadas a ESG (Environmental, Social and Governance) de nossos clientes junto a projetos como Carbon Disclosure Project e Índice Bovespa de Sustentabilidade Empresarial (ISE). Estamos trabalhando para ampliar a certificação para todo o portfólio do Grupo AD”, explica Helcio Povoa.

Colombari é preciso fazer mais para alcançar os objetivos | Crédito: Divulgação/PwC

Descarbonização ainda é insuficiente

A taxa anual de descarbonização no mundo necessária para chegar ao objetivo do Acordo de Paris de um aquecimento médio anual de 1,5°C deveria ser cinco vezes maior que o ritmo atual, de acordo com o estudo “PwC Net Zero Economy Index 2021”.

O relatório da PwC analisa como os países do G20 atuam para descarbonizar suas economias a partir do rastreamento da taxa de transição de baixo carbono e faz uma comparação das metas nacionais de cada país. Entre 2019 e 2020, o Brasil registrou um índice de descarbonização de 1,9%, mas, nos últimos 20 anos, essa taxa foi de apenas 0,5%.

O estudo constatou que uma taxa de descarbonização de 12,9% (cinco vezes maior que o nível do ano passado, que foi 2,5%, e oito vezes mais rápida do que a média global no século 21) seria necessária para reduzir as emissões globais pela metade até 2030. Em 2020, a descarbonização mundial ficou em 2,5%, fruto da redução da demanda global de energia em 4,3% em 2020, o que reduziu em 5,6% as emissões relacionadas ao setor em comparação com os níveis de 2019). Esse, entretanto, foi apenas um ligeiro aumento em relação à taxa de 2019, de 2,4%.

O estudo mostra ainda que a redução de emissões resultante da queda da demanda de energia ainda está muito aquém do progresso necessário para cumprir o Acordo de Paris. “Observamos que empresas e governos estão aumentando suas ambições e ações em relação ao combate às mudanças climáticas. Mas é preciso fazer mais para alcançar os objetivos necessários, com a urgência que temos no momento. É necessário que todos os setores da economia participem desse movimento”, afirmou o sócio da PwC Brasil, Mauricio Colombari.

México e Indonésia foram os únicos países que conseguiram chegar a uma taxa de descarbonização de dois dígitos, na análise feita pela PwC, com 12,4% e 10,6%, respectivamente. Apesar disso, a maioria dos países do G20 tem metas ambiciosas de redução de suas emissões, mas que precisam ser transformadas em ações concretas para chegar às mudanças necessárias.

O estudo mostra que quase metade dos investimentos no setor de energia nos países do G20 (US$296 bilhões) foi para a manutenção da produção e consumo de combustíveis fósseis. Para a PwC, o setor privado tem um papel fundamental nas ações positivas para o clima, e elas precisam estar corroboradas pelos governos, por meio de incentivos, e por toda a sociedade.

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!