Ambientes da CASACOR despertam todos os sentidos

Além de decoração, mostra é palco de arte, cultura, gastronomia e moda

2 de setembro de 2023 às 0h41

img
O restaurante O Chef e o Cabra pode ser considerado um dos grandes sucessos desta edição | Crédito: Jomar Bragança

Uma visita à CASACOR Minas é capaz de despertar todos os sentidos. Além dos ambientes criados por diversos profissionais das áreas de arquitetura, design de interiores e do paisagismo, a mostra ainda abriga uma série de atrações e atividades nas áreas de gastronomia, arte, artesanato, moda e conteúdo.

Como nos anos anteriores, a gastronomia é um dos pontos altos da programação. A CASACOR Minas sempre reserva espaço especial para destacar o trabalho desenvolvido por cozinheiros e chefs de cozinha, produtores artesanais e diversos outros representantes da nossa culinária. A proposta é que o visitante possa usufruir de uma série de experiências durante o passeio pelos ambientes.

O restaurante O Chef e o Cabra, um dos espaços mais frequentados e por este motivo pode ser considerado um dos grandes sucessos desta edição, tem assinatura da arquiteta Betânia Nascimento. O projeto é comandado pelo premiado paraibano Onildo Rocha, eleito Chef do Ano pela Veja São Paulo por causa dos restaurantes Abaru e Notiê, que formam o complexo Priceless, instalado na região central na capital paulista.

Concebido para reverenciar a trajetória de um dos chefs mais premiados do País, o projeto de Betânia Nascimento destaca as origens de Onildo Rocha, celebrando a sua constante evolução e a conexão de seu trabalho com os elementos da nossa terra, explorando os tons predominantes do Sertão da Paraíba.

“Foi um sucesso tão grande nossa primeira participação na CASACOR Minas, em 2022 que decidimos estar aqui novamente. Fiquei muito feliz e impressionado com a receptividade dos mineiros à minha cozinha. Tudo isso foi fundamental para que eu decidisse retomar esse projeto dentro da mostra neste ano novamente. Nosso faturamento registrou um aumento de 40% em relação ao ano passado. As pessoas estão ‘curtindo’ muito e já estão até questionando se existe a possibilidade de termos um restaurante fixo na cidade após o evento. Isso é o maior motivador para estarmos aqui”, destaca Onildo Rocha, que desenvolveu o projeto juntamente com o designer e empresário Gustavo Greco, parceiro da CASACOR Minas desde 2016, e com o produtor Alexandre Minardi.

Crédito: Jomar Bragança

Seguindo uma tradição iniciada no ano passado, a equipe d’ O Atêlie de Cerâmica desenvolveu uma coleção exclusiva de utilitários para o restaurante, que podem ser adquiridas diretamente na loja dos artistas. “Nossa ideia com esta coleção foi quebrar a aridez dos tons terrosos que aparecem nas paredes, mobiliário e todos os elementos do espaço. Para isso, desenvolvemos uma série de peças na cor verde, que remetem à vegetação, contrastando com a coleção Sertão e Cerrado que desenvolvemos no ano passado”, aponta o artista Daniel Romeiro, um dos integrantes d’ O Atêlie de Cerâmica.

Crédito: Toujours Fotografia

O Gourmet Alinde, projeto da NB Arquitetura, de Bruna Bacha e Natália Queiroz, foi planejado para ser uma cozinha funcional e vem abrigando uma série de encontros e eventos gastronômicos desde o início da mostra.

Ao ar livre, Bar oferece conexões e cocktails

Crédito: Studio NY18

O Bar, outro grande sucesso desta edição é assinado pela arquiteta Cris Capanema. A ideia foi criar um espaço requintado, mas ao mesmo tempo despojado, em formato de um grande lounge a céu aberto.

Intimista, e ao mesmo tempo, conectado com vários outros ambientes do entorno, é o local ideal para pequenos encontros e reuniões. Iluminação sutil, luz de velas, lareiras, tapetes e, claro, a imprescindível presença da arte. A base em cores neutras foi pensada para ser colorida pela presença dos frequentadores. Operado pelo Jangalito, a carta de cocktails conta com criações exclusivas, como o Ferolla e o Capanema, homenagem ao ilustre morador da casa e à arquiteta que desenvolveu o projeto do ambiente.

Arte tem grande relevância na edição 2023

A presença da arte também é muito forte dentro da mostra. Um dos destaques desta edição é uma intervenção “O SÓTÃO. Uma casa imaginária”, criada pelo Estúdio Veste. A instalação presta uma homenagem à beleza da forma arquitetônica da construção. As plantas e fachadas foram bordadas em tecido e são apresentadas em formato expositivo dando protagonismo às histórias invisíveis da edificação, uma metáfora que simboliza a análise da “alma da casa”. Nestes trabalhos, linhas brancas sobre tecido branco indicam trajetos emocionais que conduzem a imaginação do visitante.

Crédito: Studio Tertúlia

A Galeria de Arte e Varanda, assinada pelos profissionais do Studio 44 (Adriana Ferreira, Fernando Coelho e Magno Horácio) é um espaço que celebra a fusão entre a contemporaneidade, a história e a natureza, dividindo-se em duas atmosferas distintas, porém complementares, a Galeria de Arte e Varanda. A cada semana, a galeria recebe uma exposição diferente, organizada por artistas independentes ou por galerias da cidade, como Albuquerque Contemporânea, Murilo Castro e Orlando Lemos. Entre os artistas que tiveram trabalhos expostos durante a CASACOR Minas estão nomes como Luciana Rennó, Rafael Vicente, José Otávio Cavalcanti, Mônica Sartori e os integrantes da Escola Carneiro de Arte, que também organizaram live paiting durante a mostra. Além disso, diversos ambientes desta edição receberam trabalhos comercializados pelas galerias de arte que participam desta edição.

Crédito: Jomar Bragança

Projetos complementam proposta

O Projeto da Varanda Café, de Adriana Gouveia, foi criado para abrigar a operação do Uluru Café, outro parceiro que participa da mostra pela segunda vez. Uma árvore em estrutura metálica foi coberta com plantas e vegetação e ganhou um balcão em tijolinho com bancadas em travertino. A proposta foi criar um espaço que funciona como cenário ideal para uma pausa durante a visita.

O Espaço Origem Minas, desenvolvido em parceria com o Sebrae, é novamente assinado pela arquiteta Cynthia Silva. O projeto está presente na CASACOR Minas há 5 anos e foi criado para apresentar o trabalho de pequenos produtores e artesãos mineiros. Entre os itens que podem ser encontrados estão queijos, cafés especiais, geleias, licores, cachaças, antepastos e outros itens de produção artesanal. O licor de doce de leite e os biscoitos artesanais são os produtos mais procurados pelo público.

Crédito: Jomar Bragança

Já os amantes do vinho, não podem deixar de conhecer a Vila do Vinho, espaço criado pela arquiteta Silvia Carvalho, que se especializou na criação e desenvolvimento e adegas e espaços de apreciação da bebida. Desde o início da mostra, o espaço vem recebendo degustações e encontros com enólogos e apreciadores. O projeto tira partido do desenho curvo da fachada da casa Hera e segue este conceito que será expresso desde a parede que abriga o gourmet passando pela grande mesa da confraria e todo o seu mobiliário. A ideia foi um espaço para confrarias cercado de elementos naturais, como tijolo, madeira, pedra e cimento. A tecnologia está presente nos cenários de luz, que variam de acordo com o tipo de vinho escolhido. Painéis piso-teto funcionam como porta-rolhas de um lado e do outro, ao se alinharem, formam um grande painel para as projeções de conteúdo. A mesa da confraria tem desenho da arquiteta e chama atenção pelo formato orgânico agregador, em diferentes alturas. O jardim em estilo europeu, assinado por Nãna Guimarães complementa o clima de aconchego.

Outro ambiente funcional de destaque da CASACOR é o Espaço do Empreendimento “Casa Ferolla”, com projeto de Manuela Senna. Ele foi criado para receber o público interessado em conhecer mais sobre o empreendimento que está sendo construído no local pelas empresas F2 Incorporadora e Construtora e Arthros Incorporadora. O stand oficial conta com uma maquete do edifício, que parece flutuar sobre um espelho d’água, além de toda a infraestrutura para receber os possíveis moradores do prédio com apartamentos que vão de 133 a 311m2.

Estética monolítica explora criativamente os volumes

Crédito: Dentro Fotografia

Encerrando o circuito artístico deste ano, a CASACOR Minas ainda conta com a Livraria Paisagem, projeto do Pavi Estúdio, de Bruna Gribel e Sarah Barreto. No espaço onde a estética monolítica brinca com os volumes, criando um ambiente divertido e cheio de personalidade, a proposta é exaltar a beleza dos livros de arte que podem ser adquiridos pelo público.

A CASACOR Minas Gerais conta com o patrocínio master da Deca. Os fornecedores oficiais desta edição são Tintas Coral, Audi, Divinal e Detronic. O parceiro local de sustentabilidade é a Optpower. Entre os patrocínios locais, estão: BH Airport, Ooh Brasil, Gasmig, ArcelorMittal, F2 Construtora e Arthros Incorporadora. A mostra ainda conta com o apoio da Portinari, Sebrae, Mall Midia e da Guararapes.
A 28ª CASACOR Minas Gerais vai até dia 3 de setembro, na Casa Ferolla (rua São Domingos do Prata, 631). Ingressos disponíveis no site www.casacor.abril.com.br ou na bilheteria do evento.

Facebook LinkedIn Twitter YouTube Instagram Telegram

Siga-nos nas redes sociais

Comentários

    Receba novidades no seu e-mail

    Ao preencher e enviar o formulário, você concorda com a nossa Política de Privacidade e Termos de Uso.

    Facebook LinkedIn Twitter YouTube Instagram Telegram

    Siga-nos nas redes sociais

    Fique por dentro!
    Cadastre-se e receba os nossos principais conteúdos por e-mail