Governo de Minas Gerais lança programa de inovação com aporte de R$ 40 milhões

Executivo pretende economizar recursos por meio de soluções desenvolvidas por startups participantes do projeto

1 de fevereiro de 2024 às 20h40

img
Crédito Victor Fagundes Sede/MG

O governo estadual busca nas startups mineiras soluções em inovação para uma economia orçamentária. Nesta quinta-feira (1º), no Auditório da Cemig, em Belo Horizonte, foi lançado o HubMG GOV, projeto da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sede), em parceria com a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (Fapemig) e a consultoria Neo Ventures.

Ao todo, serão R$ 40 milhões disponibilizados em recursos para que empresas, startups e instituições de ciência e tecnologia, sediadas em Minas Gerais, ofereçam soluções em inovação tecnológica que tornem a administração do governo mais eficiente. Cada participante do programa poderá captar até R$ 2 milhões para desenvolver seus projetos.

A gestão estadual elencou 240 desafios na administração, em diferentes níveis de dificuldade, a serem superados pela inovação das empresas de Minas Gerais. O governo afirma que a cada R$ 1 investido em eficiência tecnológica no setor público, R$ 9,80 retorna aos cofres públicos.

“É um recurso limitado a R$ 40 milhões. Se a gente fosse contratar a solução, poderia ficar mais caro e talvez a solução não atenderia da mesma forma que essa dinâmica pode atender”, afirma o secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico, Fernando Passalio. Ele revela que a expectativa do governo com o edital de inovação é a maior possível, mas se ao menos 100 desafios forem atendidos, já seria muito bom para as contas públicas de Minas Gerais.

Além da economia no orçamento estadual, o secretário ressalta a oportunidade para as empresas participantes, que poderão expandir seu mercado até mesmo a nível mundial. “Minas Gerais, um estado com tanta diversidade, tantas adversidades, se uma empresa conseguir fazer o Estado ser ainda mais eficiente, um estado do tamanho da França, essa empresa poderá prospectar mercado em qualquer outro governo do mundo”, conclui Passalio.

Edital pode aumentar ecossistema de inovação de Minas Gerais

O sócio da Neo Ventures, consultoria de inovação que aproxima investidores, startups e empresas, comenta que, guardada as devidas particularidades, os desafios das corporações privadas tendem a ser parecidos com os do setor público. E destacou o pioneirismo do programa do governo. “Mais recentemente a gente observa esse movimento de inovação aberta no setor público. A gente fica feliz do Estado de Minas Gerais ser pioneiro no lançamento dessas iniciativas”.

Com o edital do governo, ele aponta que startups de todo o País terão dimensão de como o setor público necessita de soluções não detectadas no mercado. E este fato é uma oportunidade de crescimento para o ecossistema mineiro de inovação. “Vejo como um movimento natural. A partir do momento que a gente abre as portas do nosso Estado para novos conhecimentos, novas soluções, é bem natural o movimento de empresas que queiram se estabelecer aqui”, declara Roman.

Amadurecimento do ecossistema de Minas Gerais

A InUP Contabilidade & Finanças é uma consultoria que já participou de editais com a gestão estadual que inspiraram o atual programa. O CEO da empresa, Hugo Carpanez, destaca a relevância do ecossistema mineiro no campo da inovação nacional. Ele espera que as portas do governo estejam abertas para mais oportunidades, bem como as startups estejam dispostas a participar do poder público.

“O que a gente chama de segmento GovTech, de startups para o governo, ainda é um segmento imaturo, vamos dizer assim. Está começando a ser desenvolvido ao longo do tempo e vemos Minas Gerais estando na vanguarda, porque é um dos poucos estados do Brasil que disponibiliza esse tipo de programa para startups”, afirma Carpanez.

Reginaldo Morais, gestor de aquisições e inovações da GoBuyerDigital, do Grupo Squadra Digital, com muitas experiências no setor público, enxerga com boa perspectiva o lançamento do programa. “As startups mineiras estão um passo à frente de qualquer outra startup do País, porque o governo de Minas Gerais sempre apoiou as startups aqui no Estado. Já é um local que demonstra como esse Estado anda com a tecnologia”, disse.

Facebook LinkedIn Twitter YouTube Instagram Telegram

Siga-nos nas redes sociais

Comentários

    Receba novidades no seu e-mail

    Ao preencher e enviar o formulário, você concorda com a nossa Política de Privacidade e Termos de Uso.

    Facebook LinkedIn Twitter YouTube Instagram Telegram

    Siga-nos nas redes sociais

    Fique por dentro!
    Cadastre-se e receba os nossos principais conteúdos por e-mail