Inquérito sobre fraudes na Cemig teria sido arquivado, diz governo

Decisão de encerrar as investigações teria ocorrido diante da ausência de provas que comprovam as irregularidades

30 de agosto de 2023 às 16h14

img
Crédito: Guilherme Dardanhan

De acordo o Governo do Estado, o Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) teria arquivado o inquérito que apurava as possíveis fraudes em contratos realizados pela Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig).

Segundo nota enviada pelo Executivo mineiro, a decisão de encerrar as investigações, ocorreu diante da ausência de provas que comprovem as irregularidades alvo de denúncias na estatal, em 2021.

O inquérito analisava um suposto esquema de fraudes que teria gerado mais de R$ 44 milhões em prejuízos para a Cemig.

Durante quase dois anos, os envolvidos teriam favorecido fornecedores que, com a intervenção direta de alguns empregados públicos, obtiveram lucro por meio da entrega de material imprestável à fornecedora energética.

Procurado pela reportagem do Diário do Comércio, o Ministério Público informou que não vai se manifestar sobre o arquivamento.

No comunicado, o governo do Estado reforçou seu compromisso com a transparência e a lisura na administração pública.

“Desde o início das investigações relacionadas à Cemig, a atual gestão tem colaborado de forma ativa com as autoridades competentes, fornecendo todas as informações necessárias para esclarecer os fatos”, diz o documento.

Na mesma nota, o governador Romeu Zema (Novo) também se posicionou destacando que, apesar das investigações contra a integridade da sua gestão à frente da Cemig, todo o trabalho de apoio foi prestado pela empresa e pelo poder Executivo estadual.

“Eu e minha equipe estamos sempre dispostos a colaborar e incentivar as boas práticas de transparência na gestão pública. Não à toa, lideramos os rankings de transparência de informação pública no país desde que assumimos o governo”, afirma Zema, que reforça: “A decisão sobre a Cemig é uma prova de que nosso trabalho na administração pública é respaldado pelo cumprimento da lei, visando sempre atender à população mineira com a melhor prestação de serviço possível”.

*Atualizado em 31 de agosto às 09h17

Facebook LinkedIn Twitter YouTube Instagram Telegram

Siga-nos nas redes sociais

Comentários

    Receba novidades no seu e-mail

    Ao preencher e enviar o formulário, você concorda com a nossa Política de Privacidade e Termos de Uso.

    Facebook LinkedIn Twitter YouTube Instagram Telegram

    Siga-nos nas redes sociais

    Fique por dentro!
    Cadastre-se e receba os nossos principais conteúdos por e-mail