Instituto Alcoa vai apoiar projetos locais

Serão priorizados projetos nas regiões de atuação do IA: Poços de Caldas, Andradas e Caldas, em Minas Gerais, Divinolândia (SP), Juruti (PA) e São Luís (MA)

9 de fevereiro de 2024 às 5h15

img
Crédito: Divulgação

O Programa de Apoio a Projetos Locais, uma realização anual do Instituto Alcoa para contribuir com sua missão de promover coletivamente a educação e o desenvolvimento dos territórios nos quais atua, receberá inscrições de projetos de 18 de março a 5 de abril.

A iniciativa apoiará projetos locais desenvolvidos por organizações da sociedade civil nas áreas prioritárias para o Instituto – educação com foco em ensino fundamental, geração de trabalho e renda & empreendedorismo e capacitação para o mundo do trabalho, causas estruturantes para o desenvolvimento de uma sociedade mais justa.

Além disso, o Programa de Apoio a Projetos também incentiva o desenvolvimento de iniciativas que auxiliem e estimulem a inclusão de mulheres, grupos étnico-raciais, pessoas com deficiência e do público LGBTQIA+.

“Nós reconhecemos o poder da sociedade civil e suas comunidades e acreditamos que os projetos comunitários têm a capacidade de transformar os territórios em que estamos presentes, através de uma agenda coletiva de desenvolvimento local. Por esse motivo, atuar em conjunto com diferentes atores é tão importante para o Instituto Alcoa, pois assim podemos promover iniciativas em prol de uma sociedade cada vez mais inclusiva e menos desigual” explica a diretora Executiva de Operações do Instituto Alcoa, Monica Espadaro.

No ano de 2024, o Edital do Programa de Apoio a Projetos Locais apresenta duas principais alterações.

Os focos prioritários para investimento do Instituto Alcoa estão definidos em três frentes: Educação (com foco no Ensino Fundamental); Geração de Trabalho e Renda & Empreendedorismo; Capacitação para o Mundo do Trabalho.

A outra alteração é que a documentação a ser enviada pelas organizações participantes será dividida em três etapas: Etapa 1: Na inscrição do projeto; Etapa 2: Após a análise dos projetos de acordo com os critérios de participação e avaliação técnica segundo os critérios de análise; Etapa 3: Posteriormente, caso o projeto seja priorizado pelo Conselho Consultivo de Relações Comunitárias da localidade.

Serão priorizados projetos nas regiões de atuação do IA: Poços de Caldas, Andradas e Caldas, em Minas Gerais, Divinolândia (SP), Juruti (PA) e São Luís (MA).

Organizações com, no mínimo dois anos de existência, projetos realizados nas localidades elegíveis e iniciativas com duração máxima de dois anos são alguns dos critérios para participar do edital.

Tags:
Facebook LinkedIn Twitter YouTube Instagram Telegram

Siga-nos nas redes sociais

Comentários

    Receba novidades no seu e-mail

    Ao preencher e enviar o formulário, você concorda com a nossa Política de Privacidade e Termos de Uso.

    Facebook LinkedIn Twitter YouTube Instagram Telegram

    Siga-nos nas redes sociais

    Fique por dentro!
    Cadastre-se e receba os nossos principais conteúdos por e-mail