COTAÇÃO DE 14/05/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,2710

VENDA: R$5,2710

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,2700

VENDA: R$5,4330

EURO

COMPRA: R$6,3961

VENDA: R$6,3990

OURO NY

U$1.843,90

OURO BM&F (g)

R$311,62 (g)

BOVESPA

+0,97

POUPANÇA

0,2019%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Negócios zCapa

Jaguar Mining deve fechar 2020 com aumento na produção de ouro

COMPARTILHE

A produção de ouro da Jaguar Mining neste ano está estimada aproximadamente em 75 mil onças | Crédito: Jair Campos Jr / Captura Imagem

A Jaguar Mining, mineradora brasileira com capital estrangeiro e operações em Minas Gerais, deverá encerrar 2020 com produção superior ao estimado no início do exercício, na casa das 75 mil onças de ouro. Até o terceiro trimestre, a companhia já havia produzido 68,5 mil onças.

Caso a projeção se confirme, a produtora de ouro vai apurar crescimento sobre 2019, quando a produção foi de 74 mil onças. Em 2018, o número foi de 75 mil.

PUBLICIDADE

Considerado um ativo seguro em períodos de crise, o ouro registrou altas significativas no decorrer de 2020. A título de comparação, em um ano, o metal precioso já registrou valorização de 28,4%, com a onça passando de R$ 1.479 (em dezembro de 2019) para R$ 1.900 neste mês.

“Tivemos um cenário favorável, não apenas em virtude do preço da commodity, mas também pela variação cambial. Com isso, acabamos tendo mais ganhos do que perdas. Além disso, como tivemos uma produtividade boa, acabamos não sendo tão impactados pela pandemia de Covid-19 como outras empresas”, avaliou a vice-presidente administrativo,  Marina Freitas.

Marina Freitas por já trabalhar de forma remota, sentimos menos os impactos desse processo | Crédito: Divulgação/Jaguar Mining

Isso em relação ao desempenho, pois, conforme Marina Freitas, a rotina operacional precisou ser adaptada como na maioria das demais atividades. Mas, segundo ela, não chegou a ser necessário nenhuma parada na produção.

“Como já trabalhávamos com automação, processos digitais e home office, com algumas iniciativas já implementadas e outras em andamento, precisamos apenas acelerar. Esse pré-preparo veio a calhar, pois a Jaguar sentiu menos os impactos do que outras empresas”, explicou.

De toda maneira, ela ressalta que a mineradora foi cautelosa desde o início. “Vimos a necessidade de amparar os funcionários a partir de reestruturação de processos, conferindo mais flexibilidade de horários e disponibilizando conteúdos e sistemas de forma digital. Tudo isso proporcionou ganho em qualidade de vida para os trabalhadores, colaborou para a mobilidade urbana da cidade e um benefício também para a empresa”, completou.

Como resultado, em setembro, a empresa inaugurou seu novo escritório em Belo Horizonte, no formato de coworking. O objetivo é atender à tendência crescente do esquema de home office, iniciado pela Jaguar antes mesmo da pandemia no Brasil. Com a medida, a empresa foi uma das primeiras mineradoras do País a adotar o sistema de trabalho híbrido, em espaço colaborativo, como um valor da corporação.

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

CONTEÚDO RELACIONADO

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!