LinkedIn é ferramenta estratégica para recrutamento eficiente

Rede social é maior no seu segmento e foi lançada oficialmente há 20 anos

24 de janeiro de 2024 às 5h16

img
Dados publicados em 2022 revelam que 90% dos recrutadores usam regularmente o LinkedIn nos processos de contratação | Crédito: Adobe Stock

Lançado oficialmente há 20 anos, o LinkedIn se tornou a maior rede social profissional do mundo e hoje exerce papel fundamental no recrutamento de profissionais de todos os perfis e para qualquer segmento da economia mundial. Com a missão de “conectar os profissionais do mundo para torná-los mais produtivos e bem-sucedidos”, a rede propicia que um ambiente onde é possível fazer networking, anunciar, postar conteúdo e recrutar pessoas.

Com mais de 1 bilhão de usuários e 65 milhões de empresas com perfil ativo, a rede se notabilizou por ser uma ferramenta simples e eficiente para quem busca trabalho e para quem oferece vagas.

Durante as políticas de distanciamento social impostas pelas pandemia de Covid-19, o LinkedIn ganhou força e provou que mais do que simplesmente anunciar vagas, ele podia ser um ambiente de recrutamento e seleção importante para as empresas.

Em tempos de escassez de mão de obra – não mais apenas a qualificada – isso pode fazer diferença nos resultados e até na sobrevivência das organizações.

De acordo com o especialista em apoiar empresas no LinkedIn, Diego Ferreira, é fundamental que recrutadores, profissionais de recursos humanos, lideranças e todo o time de estratégia das empresas entendam o funcionamento da plataforma.

“O LinkedIn começou muito simples, era um lugar para procurar emprego.  Hoje é uma ferramenta estratégica para as empresas. Além de profissionais, é uma plataforma onde as empresas vão encontrar parceiros diversos e vender. Para atrair talentos, a empresa precisa se tornar uma marca empregadora. E para isso ela precisa ter uma comunicação eficiente”, explica Ferreira.

O princípio básico de uma marca empregadora é a comunicação transparente. Tudo começa pelo perfil institucional da empresa na rede. Ele precisa apresentar as principais informações de forma direta e leve, além de dar acesso a outros canais de comunicação, aos líderes e outros colaboradores.

A partir disso, os anúncios de vagas devem seguir o mesmo posicionamento.

“O anúncio atraente deve ser leve, mas nunca raso. É fundamental que as informações mais relevantes estejam claras. Além disso, disponibilizar canais de contato com os recrutadores responsáveis e um link para o envio do currículo. E, claro, jamais ‘dourar a pílula’. Não existe emprego perfeito e nem colaborador perfeito, então a verdade é requisito básico”, pontua.

Crédito: Arquivo Pessoal

Dados publicados em 2022 revelam que 90% dos recrutadores usam regularmente o LinkedIn. Um estudo divulgado pela Statistic Brain, mostrou que, aproximadamente 22 milhões de pessoas conseguiram uma entrevista através do LinkedIn, sendo que 35,5 milhões foram contratadas através de contato realizado no site.

O estudo também revelou que os colaboradores contratados a partir do contato feito pelo LinkedIn têm, em média, 40% menos chances de deixar o emprego nos seis primeiros meses.

Dicas para um bom recrutamento

O próprio LinkedIn disponibiliza conteúdo com dicas para que os anúncios de vagas e empresas se tornem mais convidativos. Entre os pontos mais importantes estão:

  • Transformar os colaboradores em embaixadores da empresa:
  • Os funcionários são pontos de entrada importantes para a empresa no LinkedIn. Incentivar a adoção das redes sociais pelos funcionários da sua empresa pode ampliar o tráfego para a página institucional e as vagas publicadas na rede.
  • Pense na sua base de funcionários como uma extensão da equipe de recrutamento.
  • Circule dicas sobre como criar ótimos perfis que descrevam um ambiente de trabalho excitante e compartilhe atualizações de status e oportunidades de carreira com as conexões de seus funcionários.

Apresentar a marca de empregador:

  • Posicione a empresa como uma excelente empregadora para atrair candidatos passivos e ativos.
  • Incentive quem segue sua empresa a se manter atualizado com novidades interessantes.
  • Apresente estatísticas interessantes sobre seus funcionários e apresente seus perfis.
  • Mantenha seu conteúdo sempre relevante e dinâmico para garantir que os visitantes retornem. 
  • Adicione uma página de carreiras no LinkedIn para diferenciar a empresa com vídeos, banners, funcionários em destaque e conteúdos dinâmicos voltados para funções de trabalho específicas.
  • “A empresa deve sempre cuidar da sua reputação. Se ela divulga uma vaga no LinkedIn e não dá retorno aos candidatos, os comentários vão ser negativos e isso vai ter impacto sobre futuros recrutamentos. Ela também deve incentivar que seus colaboradores tenham um perfil ativo e respondam da melhor maneira os contatos feitos via plataforma. Esse é um ambiente de confiança entre empresas, candidatos e colaboradores”, afirma o especialista.

Não é só recrutamento, LinkedIn também ajuda a fechar negócios

65 milhões de usuários são tomadores de decisão de negócios, o que atrai profissionais B2B para a plataforma. E, assim, três quartos dos profissionais de marketing a usam para alcançar os tomadores de decisão de negócios por meio de anúncios pagos do LinkedIn. Além disso, quase 80% dizem que esses anúncios fornecem os melhores resultados.

“Ter um perfil ativo é bom para o profissional e para o negócio. Os times de estratégia precisam ensinar as lideranças a usar a rede. Todo colaborador é um porta-voz da organização e pode promover negócios. Investir em diversidade e ESG vai atrair candidatos. Atrair pessoas diversas é altamente positivo. Uma empresa que consegue atrair mais talentos no LinkedIn, se comunica mais com um público diverso, capaz de promover inovação e aumentar a produtividade”, completa o especialista.

Facebook LinkedIn Twitter YouTube Instagram Telegram

Siga-nos nas redes sociais

Comentários

    Receba novidades no seu e-mail

    Ao preencher e enviar o formulário, você concorda com a nossa Política de Privacidade e Termos de Uso.

    Facebook LinkedIn Twitter YouTube Instagram Telegram

    Siga-nos nas redes sociais

    Fique por dentro!
    Cadastre-se e receba os nossos principais conteúdos por e-mail