Programa de eficiência da Cemig alcança R$ 1 bilhão

Iniciativa já engloba 774 municípios mineiros, beneficiando cerca de 900 mil famílias em todo o Estado

29 de novembro de 2023 às 18h54

img
Crédito: Divulgação/Cemig

O Programa de Eficiência Energética (PEE) da Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) atingiu a marca de R$ 1 bilhão em investimentos em Minas Gerais, desde que foi criado, em 1998. Também neste ano, a iniciativa alcançou toda a área de concessão da distribuidora, que abrange 774 municípios mineiros, beneficiando cerca de 900 mil famílias em todo o Estado. Em 25 anos de existência, o programa economizou 7.423 gigawatt-hora (GWh).

Segundo a estatal, no mesmo período, o PEE retirou cerca de 168 megawatts (MW) de demanda no horário de ponta, o que representa as potências das usinas do porte de Queimado (105 MW) e Rosal (55 MW) juntas. A iniciativa também foi responsável por evitar que quase 520 mil toneladas de gás carbônico (CO2) fossem liberadas no meio ambiente.

Além disso, outros R$ 500 milhões estão previstos no âmbito do programa entre este exercício e 2027, o que vai representar um aumento de 54% em relação ao último ciclo tarifário – que compreendeu 2018 a 2022. Nos últimos cinco anos, a companhia destinou cerca de R$ 325 milhões.   

Regulamentado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), o programa é responsável por destinar, de acordo com a legislação, uma porcentagem estabelecida da receita operacional em ações que promovem o uso eficiente da energia elétrica. Outras ações estimuladas pela entidade é a redução do desperdício energético, com foco na sustentabilidade.

Dentro do PEE, os projetos são realizados em organizações, privadas e entidades sociais. Algumas iniciativas, por exemplo, são conduzidas diretamente pela Cemig, enquanto outras surgem por meio de chamadas públicas realizadas pela companhia anualmente.

“Os projetos são realizados em diversos setores, e atualmente o PEE da Cemig é dividido em seis subprogramas com foco nas cidades, comunidades, hospitais, campo, escolas e a chamada pública, com cada um atuando em uma área diferente: comunidades de baixa renda, entidades filantrópicas, instituições de saúde e de ensino e instalações do poder público”, explica o engenheiro de Eficiência Energética da Cemig, Thiago Batista.

Eficiência Energética promete criar comunidades sustentáveis

O programa também busca substituir equipamentos menos eficientes por outros mais econômicos e sustentáveis, como geladeiras, luminárias cirúrgicas hospitalares e sistemas de energia solar fotovoltaica em hospitais.

Além de promover a economia e o uso consciente da energia elétrica, o PEE desempenha papel importante na redução das emissões de gases de efeito estufa e na conscientização da população sobre essa questão. Segundo Batista, os recursos destinados à conscientização do consumo consciente de energia são importantes não apenas para reduzir a conta de energia dos clientes.

“Chegar à marca de R$ 1 bilhão em investimentos no Programa de Eficiência de Energética da Cemig demonstra o compromisso de disseminar os conceitos de uso racional e eficiente de energia elétrica. Além de proporcionar economia na fatura de energia elétrica, esse tipo de ação é fundamental para o meio ambiente, já que reduz a emissão de CO2 na atmosfera”, reforça.

Facebook LinkedIn Twitter YouTube Instagram Telegram

Siga-nos nas redes sociais

Comentários

    Receba novidades no seu e-mail

    Ao preencher e enviar o formulário, você concorda com a nossa Política de Privacidade e Termos de Uso.

    Facebook LinkedIn Twitter YouTube Instagram Telegram

    Siga-nos nas redes sociais

    Fique por dentro!
    Cadastre-se e receba os nossos principais conteúdos por e-mail