Steel frame promete solução mais sustentável para construção civil

Número de lojas deve saltar de 32 para 44 unidades abertas até o fim do ano

10 de fevereiro de 2024 às 5h15

img
Crédito: Reprodução Site

Da indústria ao e-commerce, a paranaense Espaço Smart vem fortalecendo o mercado de construção em steel frame no Brasil. A previsão é crescer em 33% na entrega de imóveis – saindo de 560 para 750 casas – e 25% em faturamento em 2024 na comparação com o ano passado, alcançando a marca de R$ 500 milhões.

Considerado mais sustentável que outros sistemas construtivos mais tradicionais, o steel frame é formado por peças de aço galvanizado que juntas formam o principal elemento estrutural. A vedação da estrutura é feita por painéis, ou placas, que podem ser compostas por diferentes materiais.

De acordo com o fundador e diretor de Marketing da Espaço Smart, Fernando Scheffer, a estimativa bastante positiva se explica pelo próprio crescimento da rede de lojas, que deve saltar de 32 para 44 unidades abertas até o fim do ano, e ao crescimento do mercado brasileiro. Também ajuda a compor esse cenário o crescente interesse por casas a partir do aumento do home office, desde 2020, por causa da pandemia.

“Vamos fortalecer nossa presença nas regiões Norte e Nordeste do Brasil, principalmente, entrando em cidades com muito potencial. De outro lado, tem o próprio avanço da tecnologia steel frame no Brasil. Apenas 1% das construções utilizam steel frame no Brasil”, explica Scheffer.

Embora não exista um plano de abertura de novas unidades no Estado em 2024, o executivo destaca a importância do mercado mineiro para a marca. Atualmente, Minas Gerais tem duas lojas, uma na Capital e outra em Uberlândia, no Triângulo Mineiro.

“Minas é um estado que aceitou muito bem a tecnologia e onde temos bons clientes, inclusive para a venda de insumos, como drywall, revestimentos e telhados. Hoje conseguimos cobrir bem a região com as lojas que já temos e o comércio on-line”, pontua.

As lojas físicas, inclusive, desempenham papel fundamental no negócio. Conceituadas como “lojas de casa”, as unidades são showrooms onde o consumidor pode não apenas conhecer o produto como experimentar. O objetivo é que o futuro morador sinta a resistência dos materiais e até experimente a sensação de morar dentro da estrutura observando itens essenciais como a vedação térmica e a vedação acústica.

Outro diferencial é a equipe de arquitetura que pode fazer o projeto completo, de acordo com os desejos e necessidades do comprador, ou acompanhar a instalação quando o projeto é de terceiros. Outra opção para o consumidor é comprar um projeto “pronto”. Já são 34 projetos disponíveis para construções de diferentes portes. O ticket médio de uma construção feita com steel frame pela Espaço Smart é de R$ 400 mil por unidade.

Para prestar esse atendimento consultivo, a Espaço Smart forma a própria mão de obra, tanto para a fábrica quanto para o comércio on-line e off-line por meio de uma parceria de treinamento com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) que roda as cidades onde existem lojas físicas. Hoje a empresa conta com mais de 500 empregados.

“Esse é um mercado novo e a mão de obra não sai pronta da universidade e dos cursos técnicos. Criamos um curso bastante abrangente e que tem muita procura por onde passamos. Acredito que a medida que o mercado crescer, teremos menos dificuldade com mão de obra. O steel frame permite uma construção muito mais sustentável, com menor tempo, o que agrada às novas gerações tanto de consumidores como de trabalhadores”, completa o fundador da Espaço Smart.

Facebook LinkedIn Twitter YouTube Instagram Telegram

Siga-nos nas redes sociais

Comentários

    Receba novidades no seu e-mail

    Ao preencher e enviar o formulário, você concorda com a nossa Política de Privacidade e Termos de Uso.

    Facebook LinkedIn Twitter YouTube Instagram Telegram

    Siga-nos nas redes sociais

    Fique por dentro!
    Cadastre-se e receba os nossos principais conteúdos por e-mail