Flagrantes do momento político

3 de fevereiro de 2024 às 5h05

img
Crédito: Pixabay

“O equilíbrio das contas públicas ajuda a impulsionar o desenvolvimento econômico e social.” (Domingos Justino Pinto, educador).

1) Regulação já O presidente do TSE, Alexandre de Moraes, deu voz à preocupação que anda fustigando mentes e corações fervorosos sintonizados com o ideal democrático. Dele as palavras na sequência: “As recentes inovações em tecnologia da informação e acesso universal às redes sociais, com o agigantamento das plataformas, amplificado em especial com o uso de inteligência artificial, potencializaram a desinformação premeditada e fraudulenta com a amplificação dos discursos de ódio e antidemocrático”. Corretíssimo o conceito. Dá até calafrio na espinha imaginar do que não serão capazes os milicianos digitais, de todos os matizes, que colocam a serviço do ódio e intolerância o arsenal tecnológico da internet mesclado com a IA. A regulamentação urgente dessas fabulosas invenções não comporta discordâncias sibilinas, tergiversações e manobras protelatórias. Assim recomenda o empenho contínuo das pessoas de boa vontade em prol do fortalecimento democrático.

2) “Casamento de interesse” – A sabedoria antiga prescreve que “casamento de interesse” nunca dá certo. A ambição do cônjuge é sempre desmedida. Extrapola os limites toleráveis. A convivência torna-se insustentável. De desavença em desavença, de ressentimento em ressentimento, a relação acaba dando em separação, às vezes litigiosa. A situação descrita aplica-se aos “enlaces” na política. É só pôr tento no que anda rolando na união do Planalto com o “centrão”. Por maiores que sejam as concessões aos eternos “governistas” da militância política mencionada, por mais ministérios que sejam confiados aos adesistas da 25ª hora, por mais que se esfalfem os ministros da Fazenda e do Planejamento no sentido de descobrir fórmulas capazes de satisfazer o apetite voraz do “cônjuge”, a sensação que prevalece nos contatos entre as partes é de que há sempre um saldo devedor a ser quitado. Até quando essa aliança amarrada por barbante resistirá aos trancos e solavancos na caminhada em curso?

3) Emendas parlamentares – Fundo eleitoral quintuplicado (5 bilhões). Emendas parlamentares impositivas, de valores avultados, que podem ser aplicações à margem dos programas de obras elaborados pela administração pública e que, além de tudo, desequilibram orçamento. Congresso e governo precisam acertar os ponteiros, encontrando por meio do diálogo uma forma de entendimento sobre execução orçamentária, atentos ao compromisso de déficit zero. A circunstância de ser este mais ano eleitoral, com as disputas por Prefeituras e Câmaras Municipais, não pode constituir motivo para se bagunçar o coreto orçamentário. O equilíbrio das contas públicas é parte indissociável da arrancada desenvolvimentista. O Brasil precisa dela.

Vez do leitor. O artigo “Óleo de fígado de bacalhau” provocou as manifestações abaixo: Guilherme Roscoe, engenheiro: “O consolo, caro jornalista, é que quase todo mundo pensa assim – bacalhau como família e não como processo. Mas, esta não é a única mentira que se tomou como verdade por intensa repetição. Adito: pelo que já aprendi e desaprendi, resulta que em relação à vitamina A nada supera o baiano azeite de dendê. Quanto ao hormônio, conhecido como vitamina D, vale tomar sol todo dia em que as nuvens permitirem; e nem precisa ser na Bahia!” Orlando de Almeida, Jornalista: “Do tal óleo provei e muito na minha infância e sempre contrariado. Da iguaria, norueguesa ou portuguesa, só de vez em quando porque o preço não é de peixe e bem salgado.”

*Jornalista (cantonius1@yahoo.com.br)

Tags:
Facebook LinkedIn Twitter YouTube Instagram Telegram

Siga-nos nas redes sociais

Comentários

    Receba novidades no seu e-mail

    Ao preencher e enviar o formulário, você concorda com a nossa Política de Privacidade e Termos de Uso.

    Facebook LinkedIn Twitter YouTube Instagram Telegram

    Siga-nos nas redes sociais

    Fique por dentro!
    Cadastre-se e receba os nossos principais conteúdos por e-mail