Roteirização inteligente é tendência no setor logístico

2 de fevereiro de 2024 às 5h04

img
Crédito: Adobe Stock

Atualmente, os mercados de e-commerce e varejo mostram-se extremamente aquecidos. De acordo com a ABComm (Associação Brasileira de Comércio Eletrônico), o valor gasto com compras pela internet no Brasil cresceu 10% em 2023, representando um valor total de R$ 185,7 bilhões. O crescimento destes dois segmentos impacta significativamente no setor logístico, que tem um papel fundamental para a economia brasileira. Nesse sentido, muitos dos desafios que surgem na logística são um reflexo direto desse expressivo aumento de demanda.

Além disso, em junho de 2023, o Supremo Tribunal Federal (STF) estabeleceu novas alterações na lei nº 13.103/2015, conhecida como Lei do Motorista, e que visa regulamentar a jornada destes profissionais do transporte rodoviário. Com as mudanças concentradas no descanso e no fracionamento de intervalos dos motoristas, a legislação impõe desafios adicionais para as empresas quanto ao cumprimento de prazos de entrega acordados com os clientes.

Desse modo, se torna ainda mais necessário ajustar as rotas e tempos de viagem para que seja possível atender cada entrega no menor tempo possível, independentemente do deslocamento. Esses aspectos podem ser mais facilmente alcançados por meio de uma inovação tecnológica: a roteirização inteligente, tendência significativa que deve se consolidar no setor logístico nos próximos anos.

O uso da roteirização inteligente no segmento surge como um elemento crucial para os líderes das transportadoras que buscam sincronizar eficientemente entregas com uma demanda elevada e mudanças realizadas pela legislação.

A roteirização simples, técnica que visa otimizar custos e operações das transportadoras, já existia, mas era bastante modesta, focando apenas no uso de parâmetros de geolocalização para definir a menor distância, parâmetros de quilometro rodado e custo médio do veículo. Além disso, utilizava parâmetros mais palpáveis e fixos, sem levar em consideração dados variáveis relacionados ao trânsito e clima.

A roteirização inteligente traz novos recursos de tecnologias, utilizando dados em tempo real, com os quais é possível considerar a condição do trânsito, clima e outras informações inteligentes para otimizar a roteirização de uma entrega. Igualmente, essa técnica busca dados históricos para fornecer uma previsão melhor de algo que pode acontecer durante o percurso.

Para tal, esse procedimento forma novas rotas para que o motorista consiga otimizar seu caminho, utilizando inovações tecnológicas como machine learning e a Inteligência Artificial (IA), aprendendo e refazendo de forma mais assertiva o trajeto. Ao aplicar a roteirização inteligente, uma transportadora pode chegar a uma considerável redução dos custos relacionados ao transporte, possibilitando otimizar uma entrega de ponta a ponta.

As soluções de roteirização inteligente também permitem tornar o setor logístico mais sustentável. Com os dados gerados, é possível que a companhia escolha o veículo de menor impacto ambiental, contribuindo não apenas para o meio ambiente, de modo geral, mas também para a sustentabilidade da própria empresa. Além da pegada de carbono, essa inovação traz dados reais de quantidade de emissões que podem ser neutralizadas posteriormente.

Diante disso, atualmente, existem diversas soluções de roteirização inteligente disponíveis no mercado. Algumas ferramentas serão boas para longas distâncias e outras para curtas, entre outros aspectos importantes. De toda forma, aos operadores logísticos, é importante levar em consideração o tipo de transporte, o volume das mercadorias transportadas e o horário de rodagem para aquele tipo veículo, pontos importantes de uma operação logística.

Nesse contexto, muitas cidades brasileiras não são planejadas, o que pode dificultar a roteirização, desde o tipo de rua que o veículo precisa passar, até qual veículo será utilizado. Além disso, a região pode estar em um bairro que possui características que não permitem a entrada de caminhões, além de outras questões como horário de trabalho, horário de pico de trânsito e complexidades que aumentam o tempo de entrega.

No entanto, o nível de maturidade das transportadoras menores ainda é muito baixo quando se fala em roteirização inteligente e investem pouco em tecnologia na logística. Além disso, muitas empresas ainda não utilizam KPIs para terem uma visão estratégica da operação. Em contrapartida, empresas de grande porte já possuem um elevado nível de maturidade, buscando resolver e simplificar cada vez mais os processos.

De forma geral, todos os dias surgem novas demandas, ocasionadas não apenas pelas mudanças na lei, mas também pela necessidade de atender às novas características do mercado. Utilizar a roteirização inteligente na logística de maneira assertiva será o grande diferencial das transportadoras que vão aproveitar as oportunidades geradas pelos desafios de um mercado extremamente aquecido na economia brasileira.

*Gerente de Mercado e Produto do Grupo Benner

Tags:
Facebook LinkedIn Twitter YouTube Instagram Telegram

Siga-nos nas redes sociais

Comentários

    Receba novidades no seu e-mail

    Ao preencher e enviar o formulário, você concorda com a nossa Política de Privacidade e Termos de Uso.

    Facebook LinkedIn Twitter YouTube Instagram Telegram

    Siga-nos nas redes sociais

    Fique por dentro!
    Cadastre-se e receba os nossos principais conteúdos por e-mail