Em discurso cordial a Lula, Zema elenca prioridades de Minas Gerais; veja trechos

Governador diz contar com o apoio do governo federal para a recuperação das BRs 381 e 262, o acordo de Mariana e a renegociação da dívida bilionária do Estado com a União

8 de fevereiro de 2024 às 10h55
Atualizada em 8 de fevereiro de 2024 às 17h35

img
Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, com Governador Romeu Zema, em Belo Horizonte, durante a cerimônia de anúncio de pacote de investimentos para Minas Gerais | Crédito: Ricardo Stuckert / PR

O governador Romeu Zema (Novo) foi o primeiro a falar na cerimônia com a presença do Presidência da República, Luiz Inácio Lula da Silva, no Minascentro, em Belo Horizonte, na manhã desta quinta-feira (8). Em um discurso de tom cordial com o rival político, Zema elencou os três problemas emergenciais com que diz contar com o apoio do governo federal: a recuperação das BRs 381 e 262, o acordo de Mariana e a renegociação da dívida bilionária do Estado com a União.

Ele abriu a fala dando as boas vindas ao presidente em sua primeira visita a Minas neste terceiro mandato, “em nome dos mineiros, eleito o povo mais acolhedor do Brasil”. O governador destacou que a visita é um “reconhecimento da importância do nosso Estado”.

Zema também disse que vai entregar a Lula uma lista das ações e obras emergenciais para o Estado. O governo estadual enviou um ofício ao governo federal pedindo uma reunião privada entre os dois, que deve acontecer na tarde desta quinta.

Veja, a seguir, os principais trechos da fala de Romeu Zema no discurso de abertura do evento.

Lula e Zema se encontraram em primeira visita do presidente a Minas Gerais no terceiro mandato
Na foto, Fuad Noman, Romeu Zema, Lula e Rodrigo Pacheco | Crédito: Leonardo Morais / Diário do Comércio

Diálogo com o presidente

“Em toda a minha vida, aprendi a trabalhar com quem pensa diferente. (…) As críticas são muito naturais, as pessoas pensam diferente, e nós governantes temos que aprender a conviver com essas diferenças. As obras, geração de empregos e investimentos não têm ideologia. Por isso, presidente, fico muito satisfeito com sua visita para melhorar a vida dos mineiros, temos muito que conversar.”

“(…) Presidente, na minha vida de gestor aprendi que podemos pensar diferente, o que é normal, mas a boa convivência, sem extremismos, em uma conversa transparente e republicana, é que vai fazer a vida dos mineiros melhorar. Como governador, sei muito bem do impacto que a melhoria da infraestrutura logística pode ter na economia.”

Governador Romeu Zema faz discurso de abertura em evento de visita de Lula a Minas Gerais, a primeira do terceiro mandato | Crédito: Reprodução Youtube do governo federal
Governador Romeu Zema faz discurso de abertura em evento de visita de Lula a Minas Gerais, a primeira do terceiro mandato | Crédito: Reprodução Youtube do governo federal

“(…) Nossa missão enquanto governantes é criar oportunidades para que todos possam, a partir do seu esforço, alcançar autonomia. Agradeço mais uma vez a sua visita e conto com a parceria do governo federal para seguirmos nesse caminho de avanço de desenvolvimento.”

Obras de duplicação em rodovias

“Vou entregar ao sr. uma lista de ações e obras emergenciais que dependem do governo federal e que nós mineiros ansiamos por solução, pois são problemas graves, como, por exemplo, das BRs 381 e 262, que precisam ser recuperadas e duplicadas, pois estão tirando vidas todos os dias de mineiros.

Lula e Zema se encontraram em primeira visita do presidente a Minas Gerais no terceiro mandato | Crédito: Leonardo Morais / Diário do Comércio
Lula e Zema se encontraram em primeira visita do presidente a Minas Gerais no terceiro mandato | Crédito: Leonardo Morais / Diário do Comércio

Acordo de reparação para Mariana

“Tivemos aqui momentos tristes, o rompimento da barragem de Brumadinho, logo no meu primeiro mês de mandato, exigindo do meu governo habilidade para que, de maneira rápida, fizéssemos os culpados pagarem pelo prejuízo provocado. Infelizmente ainda não tivemos o mesmo desfecho no caso de Mariana. Já se passaram 8 anos e conto com a parceria do senhor, presidente, precisamos acelerar as tratativas para esse acordo.”

Renegociação da dívida do Estado com a União

“Também não posso deixar de agradecer ao presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, na questão da discussão da dívidas dos Estados com a União. Esse problema precisa ser enfrentado de frente e com urgência. Hoje a única possibilidade legal de renegociação das dívidas com a União é o plano de recuperação econômica, o RRF, que temos discutido desde 2019, mas tenho certeza que, com o presidente Pacheco, Tesouro Nacional, Ministério da Fazenda e a ajuda do presidente, encontraremos uma solução para esse problema que atormenta o Estado há mais de 20 anos.”

Assista a um trecho do discurso de Zema:

Pacheco quer olhar diferenciado para Minas

Durante seu pronunciamento após a fala do governador Romeu Zema, o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, reforçou o seu posicionamento de que o RRF proposto pelo Governo de Minas não é a solução para o endividamento do Estado. Segundo ele, o plano só alargaria a dívida ao longo do ano, além de congelar os salários do funcionalismo público estadual.

Rodrigo Pacheco, presidente do Senado, discursa em evento de Lula em Belo Horizonte, em primeira visita a Minas Gerais no terceiro mandato | Crédito: Reprodução / Youtube do governo federal
Rodrigo Pacheco, presidente do Senado, discursa em evento de Lula em Belo Horizonte, em primeira visita a Minas Gerais no terceiro mandato | Crédito: Reprodução / Youtube do governo federal

Ao presidente Lula, Pacheco elencou alguns problemas que necessitam de ajuda do Governo Federal para serem resolvidos. “Tenho a convicção de que o meu pedido de um olhar diferenciado para Minas Gerais será aceito, considerando que se trata de um Estado continental, com 853 municípios e muitas dificuldades”.

Ele considera como prioridade a correção das desigualdades sociais no Vale do Jequitinhonha e Mucuri, com a mitigação dos reflexos da seca na região e também no Norte do Estado, as barragens hídricas no Norte de Minas, atenção à Região Metropolitana de Belo Horizonte com as questões do metrô e do Anel Rodoviário e, principalmente, o novo modelo de concessão para a BR-381.

Além disso, Pacheco disse que, logo após o Carnaval, é urgente uma reunião para solucionar a dívida de R$ 160 bilhões de Minas com a União. “Vamos ter este diálogo maduro e resolver este problema de sustentabilidade fiscal, econômica e financeira de Minas Gerais de forma definitiva”, concluiu.

Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva e presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, durante a cerimônia de anúncio de pacote de investimentos para Minas Gerais, no Minascentro | Crédito: Ricardo Stuckert / PR
Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva e presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, durante a cerimônia de anúncio de pacote de investimentos para Minas Gerais, no Minascentro | Crédito: Ricardo Stuckert / PR

Governador ouve vaias e ‘vacina sim’

O governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo), foi vaiado ao participar do anúncio de investimentos do governo federal com a participação do presidente Lula em Belo Horizonte. Zema também ouviu gritos de “vacina, sim”.

Na semana passada, o governador divulgou nas redes sociais vídeo afirmando que não será obrigatório comprovar vacinação para matrícula na rede escolar estadual.

O anúncio dos investimentos ocorreu em cerimônia que poderia ser considerada como antimilitância. O local escolhido tem capacidade para cerca de 800 pessoas e havia cadeiras vazias. Não havia uma bandeira sequer no auditório. Boa parte dos presentes era formada por dirigentes sindicais e assessores de políticos.

Nem mesmo as tradicionais fileiras de parlamentares e lideranças colocadas no palco atrás da mesa dos principais lideranças, no caso Lula e ministros, foi formada. Ainda assim, Zema não escapou das vaias. (Com Leonardo Augusto / Folhapress)

Facebook LinkedIn Twitter YouTube Instagram Telegram

Siga-nos nas redes sociais

Comentários

    Receba novidades no seu e-mail

    Ao preencher e enviar o formulário, você concorda com a nossa Política de Privacidade e Termos de Uso.

    Facebook LinkedIn Twitter YouTube Instagram Telegram

    Siga-nos nas redes sociais

    Fique por dentro!
    Cadastre-se e receba os nossos principais conteúdos por e-mail