Ativistas contra mudança climática atiram sopa em “Mona Lisa” no Louvre, em Paris

Protestantes representavam uma organização chamada Resposta Alimentar

28 de janeiro de 2024 às 15h28

img
Crédito: REUTERS/Sarah Meyssonnier

Paris – Duas ativistas contra a mudança climática jogaram sopa no vidro de proteção da mundialmente famosa pintura “Mona Lisa” no museu do Louvre, em Paris, neste domingo.

Imagens de vídeo mostraram duas mulheres atirando sopa na obra-prima de Leonardo da Vinci, sob gritos dos espectadores.

“O que é mais importante? A arte ou o direito de ter um sistema alimentar saudável e sustentável?”, gritaram as ativistas, falando em francês.

Eles passaram por baixo de uma barreira de segurança para chegar o mais perto possível da pintura e depois foram levados pelos seguranças do Louvre.

Os ativistas representavam a organização francesa “Riposte Alimentaire” (Resposta Alimentar), que emitiu uma declaração dizendo que o protesto buscava destacar a necessidade de proteger o meio ambiente e as fontes de alimento.

Nos últimos anos, muitos ativistas têm se voltado para a arte na tentativa de aumentar a conscientização sobre as mudanças climáticas.

O vidro em frente à “Mona Lisa” foi coberto de creme em um protesto em maio de 2022.

Outras tentativas incluíram jogar sopa nos “Girassóis” de Vincent Van Gogh na National Gallery de Londres em outubro de 2022 e, no mês seguinte, ativistas se colaram às pinturas de Goya no museu do Prado em Madri.

Facebook LinkedIn Twitter YouTube Instagram Telegram

Siga-nos nas redes sociais

Comentários

    Receba novidades no seu e-mail

    Ao preencher e enviar o formulário, você concorda com a nossa Política de Privacidade e Termos de Uso.

    Facebook LinkedIn Twitter YouTube Instagram Telegram

    Siga-nos nas redes sociais

    Fique por dentro!
    Cadastre-se e receba os nossos principais conteúdos por e-mail