Caderno de mediação do CCBB Educativo traz ‘Hélio Oiticica – Delirium Ambulatorium’

Atividade é voltada para pessoas com deficiência visual

30 de janeiro de 2024 às 5h07

img
Crédito: Diego Bressani

Até o dia 5 de fevereiro, pessoas com deficiência visual poderão usufruir da exposição “Hélio Oiticica – Delirium Ambulatorium”, em cartaz no Centro Cultural Banco do Brasil Belo Horizonte, por meio do caderno de mediação com audiodescrição do CCBB Educativo – Territórios e Saberes.

A ferramenta on-line e gratuita foi realizada por arte-educadores em parceria com o consultor de acessibilidade Alfredo Sales Barbosa, que é deficiente visual, e com o audiodescritor Matheus Rocha. No caderno educativo, parte das obras é narrada em detalhes, permitindo que pessoas cegas e com baixa visão possam ter acesso às criações de Oiticica, além de obter informações sobre a sua obra, considerada um marco para a arte contemporânea brasileira.

O caderno educativo e a playlist da audiodescrição estão disponíveis no site do CCBB BH Educativo. Além da audiodescrição, o CCBB Educativo – Territórios e Saberes oferece outras experiências inclusivas e de acessibilidade estética, como a Visita Mediada Cognitiva e Multissensorial, pensada para pessoas com transtorno do espectro autista e seus acompanhantes e Visita em Libras.

“Banho de Sol”

O Teatro do Centro Cultural Unimed-BH Minas recebe, por meio da programação da 49ª Campanha de Popularização do Teatro e da Dança, o sucesso de público “Banho de Sol”, peça da Zula Cia. de Teatro, na próxima quinta-feira (1º), às 20h.

Fruto do projeto “A arte como possibilidade de liberdade”, o encontro entre as artistas e as mulheres em privação de liberdade e as modificações provocadas por essa experiência em cada uma são os motes da peça assinada por Talita Braga, que está em cena com as atrizes Gláucia Vandeveld, Kelly Crifer e Mariana Maioline.

Os ingressos para o espetáculo têm preço único de R$ 25 e podem ser adquiridos nos postos do Sinparc. A classificação é 14 anos. O encontro entre as artistas e as detentas de um complexo penitenciário feminino, que durou um ano, trouxe reflexões. O projeto “A arte como possibilidade de liberdade” tirou as atrizes da zona de conforto.

Campanha SOS Chuvas

O DiamondMall (avenida Olegário Maciel, 1.600, Lourdes) abriu um ponto de coleta da Campanha SOS Chuvas 2023/24, no Piso L1, em frente ao Empório & Padaria Verdemar, cujo objetivo é atender ao maior número de pessoas impactadas pelo período chuvoso em Minas Gerais, preferencialmente em municípios com decreto de calamidade e/ou emergência, reconhecidos pelo governo do Estado.

Itens físicos essenciais, como alimentos não perecíveis, produtos de higiene pessoal e limpeza podem ser doados. A iniciativa é realizada através da união do Serviço Social Autônomo-Servas, Cruz Vermelha Brasileira Filial Minas Gerais, Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedese), Ministério Público de Minas Gerais e Defesa Civil Estadual.

Na última campanha, o SOS Chuvas atendeu a mais de 43 mil pessoas, em mais de 50 municípios mineiros. Nesta temporada, o intuito é ampliar esse número e impactar positivamente as comunidades afetadas. No último boletim divulgado pela Defesa Civil, que abrange o período de 27 de setembro até 23 de janeiro, 952 pessoas ficaram desalojadas, em virtude das chuvas no estado. Além disso, 131 ficaram desabrigadas.

Três Tempos

Crédito: Julia Arbex

O filósofo grego Heráclito dizia que “Tudo flui e nada permanece”, em um constante processo de transformação da natureza. A partir da investigação dessas mudanças, a artista Julia Arbex desenvolve a nova exposição da Casa Fiat de Cultura, “Três Tempos”, que divaga sobre a temporalidade, além da potência e a brutalidade do carvão, principal matéria-prima das obras expostas.

Escolhida no 6º Programa de Seleção da Piccola Galleria da Casa Fiat de Cultura, a mostra fica em cartaz a partir de hoje a 24 de março, e apresenta duas séries que dialogam com o transitar das placas tectônicas, suas reconfigurações e as alterações territoriais no mundo. Para marcar o início da exposição, amanhã, às 19h, será realizado um bate-papo virtual com a artista.

A transmissão será realizada no YouTube da Casa Fiat de Cultura, com inscrição gratuita pela Sympla. O carvão está presente no planeta antes mesmo dos seres humanos. É o material de desenho e de esboço mais antigo do mundo: desliza pelo papel e pode ser apagado sem deixar marcas. Em “Três Tempos”, a versatilidade desse material é explorada em diferentes formatos, propondo reflexões sobre o passado, o presente e o futuro.

Facebook LinkedIn Twitter YouTube Instagram Telegram

Siga-nos nas redes sociais

Comentários

    Receba novidades no seu e-mail

    Ao preencher e enviar o formulário, você concorda com a nossa Política de Privacidade e Termos de Uso.

    Facebook LinkedIn Twitter YouTube Instagram Telegram

    Siga-nos nas redes sociais

    Fique por dentro!
    Cadastre-se e receba os nossos principais conteúdos por e-mail